A repórter de aventura Flávia Vitorino revela suas cachoeiras favoritas aqui no Brasil. Confira:

+ Drone faz imagens espetaculares de uma das cachoeiras mais bonitas do mundo; Veja
+ 7 lugares para você acampar no Brasil

Cachoeira do Segredo

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil

ONDE: SÃO JORGE, CHAPADA DOS VEADEIROS (GO)
ALTURA: 100 METROS
QUEDAS D’ÁGUA: 1

Veadeiros já tem um clima meio fantástico, mas tudo fica ainda mais mágico na trilha que leva a essa cachoeira. O caminho parece um conto de fadas passado em uma floresta encatada. A mata toda fechada tem a passagem bem demarcada, com cerca de 16 km
de distância (ida e volta). O início fica exatamente a 11 km da cidade de São Jorge. Ali há pouca estrutura e só uma placa indicando o início da trilha, com dificuldade média. O trajeto conta com várias passagens por dentro de rios e paradas em poços de piscinas naturais – como eu disse, é uma trilha especial. A queda possui 100 metros,
em meio a um cânion com paredão de pedra repleto de verde, a mesma cor da água. O nome foi dado pelos garimpeiros que, no passado, não revelavam o lugar por ser rico em ouro.

Casca D’Anta

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-2

ONDE: SÃO JOSÉ DO BARREIRO, SERRA DA CANASTRA (MG) 
ALTURA: 186 METROS 
QUEDAS D’ÁGUA: 1

A cachoeira Casca D’Anta é a primeira queda do rio São Francisco e está entre as cinco maiores cachoeiras de queda livre do Brasil. Eu sempre tento fugir de cartões-postais, tanto que só a conheci na terceira vez em que estive na Serra da Canastra. Confesso que me arrependi de não ter ido antes! Ela é imponente, com uma força absurda, a ponto de ser impossível chegar perto da sua queda. Vale muito um mergulho no poço que se forma ali – diz a lenda que as águas do Velho Chico são medicinais.

Para chegar até lá, são 9 km de São José do Barreiro até a portaria do parque e mais uns 25 minutos a pé. Isso até a parte baixa. Existe uma trilha que sai dali em direção à parte alta, entretanto só pode ser acessada com guias credenciados pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio). Essa trilha leva também à nascente do rio São Francisco.

Poço Azul e Santa Bárbara

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-3

ONDE: RIACHÃO, CHAPADA DAS MESAS (MA) 
ALTURA: 25 METROS 
QUEDAS D’ÁGUA: 3

É um pouco difícil eleger a cachoeira mais incrível da Chapada das Mesas, no Maranhão. A região faz mesmo jus ao título de ‘paraíso das águas’. Isso porque conta com 22 rios, mais de 400 nascentes catalogadas e 89 cachoeiras oficiais. Nos cinco dias em que estive por lá, vi todos os tipos de quedas: dentro de cânions, grutas, poços com águas cristalinas, altas, cheias.

No Poço Azul, quase caí para trás, literalmente. O sol iluminava o lugar, que tinha uma água tão clara que parecia piscina de clube. E o movimento das águas pelas quedas, por incrível que pareça, não altera seu tom azulado. Tudo isso devido à alta concentração de carbonato de cálcio, uma espécie de filtro mineral que deixa as águas extremamente cristalinas. Para entrar na trilha, é preciso passar por um complexo bem turístico. Mas não desanime e prossiga, porque, assim que a trilha começa, tudo fica lindo. Minha sugestão é ir pela manhã. De quebra, ainda existe uma bifurcação que te leva até a queda de Santa Bárbara, de 70 metros de altura.

Cachoeira da Formiga

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-4

ONDE: PARQUE NACIONAL DO JALAPÃO (TO) 
ALTURA: 3 METROS 
QUEDAS D’ÁGUA: 2

A região do Jalapão está localizada no extremo leste do Estado do Tocantins, a 300 km da capital, Palmas, que é a porta de entrada para acessar o parque. Dali, prepare-se para rodar com um 4×4, pois os deslocamentos são longos, com poucas cidades. A Cachoeira da Formiga fica a 29 km da cidadezinha de Mateiros, que possui pouco menos de 2.000 habitantes. Minha sugestão: faça esse percurso de bike, porém comece bem cedo! Todo o esforço será recompensando. A cachoeira tem uma cor verde-esmeralda que te chama para um mergulho pós-pedal – o duro é sair dali depois. A queda escoa pela lateral do poço principal e forma uma deliciosa piscina de água natural bem ao lado. É super pequena, e você pode sentar nas pedras e aproveitar uma hidromassagem natural em meio ao paraíso.

Cachoeira do Buracão

cachoeira-buracão

ONDE: IBICOARA, CHAPADA DIAMANTINA (BA)
ALTURA: 85 METROS 
QUEDAS D’ÁGUA: 1

Deste ponto em diante, temos que nadar”, disse o guia quando chegamos à beira da água. Isso porque estávamos em um cânion bem estreito, da onde mal dá para ouvir a queda da cachoeira. Trata-se de uma bela surpresa. São 85 metros de queda e, quando você chega, pode subir nas pedras do cânion e ficar apreciando. Dali, dá para nadar e acessar a parte de trás e até mergulhar na água para chegar à piscina. A trilha para lá tem apenas 3 km e começa em um estacionamento que fica a 29 km (de estrada de terra) de Ibicoara, uma cidadezinha de cerca de 20 mil habitantes a sudoeste da chapada. O grau de dificuldade é moderado, por um caminho às vezes bem marcado, outras vezes cheio de pedras, que passa por vários rios com quedas pequenas e alguns poços.