Treinar com algumas estratégias pode torná-lo mais inteligente

Por Brad Stulberg*

Durante anos, estudo após estudo mostrou que um bom suor melhora a função cerebral. Mas qual é a dose ideal? Apenas recentemente os cientistas estão descobrindo a prescrição e o tempo necessários para alcançar o maior impulso. Após novas pesquisas na Universidade de Stanford e na Mayo Clinic, empresas como Google, Reebok e a plataforma de treinamento on-line TrainingPeaks estão estrategicamente usando a atividade física para tornar os funcionários mais inteligentes e mais produtivos.

“Eles estão indo além de apenas ver o exercício como algo para manter sua força de trabalho saudável”, diz John Ratey, um psiquiatra de Harvard e autor de Spark: The Revolutionary New Science of Exercise and the Brain. “Eles percebem que é importante para o desempenho.” Tente estas quatro dicas para obter um maior impulso cognitivo a partir do seu próximo treino.

Acorde e comece

Treine de manhã, diz Ratey. Apenas 35 minutos de corridas moderadamente intensas, remo ou outros exercícios aeróbicos estimulam o cérebro a obter desempenho intelectual de pico, equilibrando os compostos neuroquímicos que contribuem para o funcionamento cognitivo. Enquanto os benefícios do exercício matinal se prolongam ao longo do dia, eles são mais fortes nos 90 a 120 minutos após um treino.

Torne complicado

Gaste mais tempo correndo em trilhas, praticando mountain bike e jogando tênis, diz Ratey. Os esportes aeróbicos que exigem coordenação, ritmo e pensamento estratégico também promovem a neurogênese, ou o crescimento de novas células cerebrais, tornando-o mais inteligente a longo prazo.

Multitarefa

Combinar as tarefas cerebrais e corporais fortalece o córtex cingulado anterior, uma parte do cérebro associada à percepção de esforço, fazendo com que o trabalho árduo seja mais fácil, diz Samuele Marcora, fisiologista da Universidade de Kent. Os resultados são duradouros. Depois de, digamos, pedalar em uma bicicleta ergometrica e ler um livro complicado ao mesmo tempo, tanto a leitura quanto a bicicleta parecerão mais fáceis quando executadas individualmente.

Microdose

Um estudo recente da Universidade de Stanford descobriu que apenas dez a quinze minutos de caminhada rápida podem torná-lo significativamente mais criativo – embora os pesquisadores ainda precisem determinar o motivo exato. Uma hipótese é que a coordenação necessária para a caminhada ocupa a região do cérebro responsável pelo pensamento linear, liberando a capacidade de percepção criativa. Na verdade, qualquer coisa que melhore sua frequência cardíaca aumentará o fluxo sanguíneo para o cérebro e poderá fornecer um aumento na cognição. Ratey sugere estrategicamente cronometrar essas mini sessões para a tarde; pesquisas mostram que, à medida que o dia passa, a energia mental se esgota.

*Texto publicado originalmente na Outside USA.