Canion Espraiado é palco de recorde sulamericano de highline

Atletas e praticantes realizaram travessia de 614 metros

Grupo de atletas e praticantes quebram novas marcas de distância em um paradisíaco canion na Serra Catarinense

Por Redação
Fotos de Angelo Maragno e Rafael Bridi

Oito atletas brasileiros e uma atleta do Canadá se reuniram no final de abril com o objetivo de montar o maior highline da América Latina. O Canion Espraiado no Campo dos Padres em Santa Catarina, na cidade de Urubici, foi palco do recorde de 614 metros de travessia.

Acompanhados de uma janela de tempo ideal os atletas conseguiram montar os 614 metros e outras duas linhas grandes com 330 metros e 170, e a altura dessas travessias foi de 400 metros.

Rafael Bridi, Emanuel Inácio, ambos de Florianópolis e o baiano Matheus Vidal atravessaram a distância de 614 metros em suas primeiras tentativas sem quedas. Os três se tornam com essa marca os novos recordistas Brasileiros e Sulamericanos. A Canadense Mia Noblet em sua caminhada de volta, na linha, também conseguiu atravessar sem quedas o longo highline aumentando a sua própria marca e estabelecendo o novo recorde mundial feminino de highline com 614 metros de distância.

Atleta com outros recordes importantes, Rafael disse sentiu dificuldades no começo da caminhada, pois a fita se encontrava bem solta, o que criou um angulo bastante acentuado nos primeiros 150/200 metro. “O maior desafio é se manter presente durante toda a caminhada. A minha travessia durou cerca de 42 minutos. Eu fui para a caminhada muito tranquilo. Estava me sentindo bem, conectado com minhas vontades e sem muita expectativas.”

Confira as fotos do recorde: