Três pumas são abatidos depois de comer restos humanos em trilha

Por redação Go Outside Brasil

Imagem Shutterstock

Próximo a uma trilha bastante popular e frequentada no estado do Arizona, nos Estados Unidos, oficiais sacrificaram alguns pumas no primeiro dia de 2020. Três pumas foram abatidos por comer restos humanos em trilha. Os animais foram sacrificados durante à noite, de acordo com o departamento de Caça e Pesca do Arizona. A trilha do Cânion de Pima, perto de Tucson, estava fechada pelo Departamento de Polícia do condado de Pima, que encontrou restos mortais humanos durante uma investigação.

Os pumas não teriam matado a vítima, de acordo com os oficiais do departamento de Caça e Pesca. Ainda assim, as autoridades não sabem ainda exatamente o que aconteceu na trilha e como a vítima morreu.

“Os pumas, ou leões da montanha, não costumam ser animais carniceiros. Ou seja, um puma se alimentar de restos humanos não é um comportamento normal. Contudo, um puma que apresente esse tipo de comportamento está mais propenso a atacar seres humanos no futuro”, disse Raul Vega, supervisor do departamento de Caça e Pesca, em uma matéria da CNN.

O incidente ocorreu a menos de 50 metros de uma trilha bastante popular e próxima a casas. Os pumas não estariam se sentindo mais intimidados com a presença humana, e poderiam se tornar rapidamente uma ameaça à segurança pública. Os corpos dos animais foram mantidos como eventuais provas na investigação do que possa ter causado a morte, e uma autópsia da vítima deve ocorrer esta quinta-feira.

Leia também:
Elefante apelidado de Osama bin Laden é capturado após matar cinco pessoas
Ciclista atropela cervo na estrada