Trekking com crianças: dicas para uma aventura em família

Por Redação

trekking com crianças
Foto: Shutterstock.

A conexão com a natureza traz inúmeros benefícios para a saúde e o desenvolvimento de uma criança. Por isso, o trekking pode ser um ótimo caminho para introduzir hábitos saudáveis na rotina dos pequenos.

+ Crianças que passam o tempo na natureza tornam-se adultos mais felizes
+ A Trilha da Vida: aventura outdoor também é lugar de criança
+ Como as crianças aprendem MTB no Acampamento Go Outside de Aventura

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, não há limite de idade para começar uma aventura, mas é preciso ficar atento a vários detalhes para garantir que o passeio não se transforme em um perrengue.

Bebês que não caminham, por exemplo, necessitam de um baby carrier, uma espécie de mochila que permita a criança e os pais se locomoverem e terem um contato mais intenso com a natureza.

Para as crianças que já andam com as próprias pernas, mas ainda são bem pequenas, o ideal é percorrer distâncias bem curtas, sempre respeitando o limite físico.

Quando as crianças estão na faixa etária de 4 a 7 anos, o ideal é caminhar no máximo 7 km. Já a faixa etária acima de 8 anos é quando pode se iniciar travessias e trekkings mais exigentes.

A dica sempre é não forçar nada e respeitar os limites da criança, para que a atividade seja prazerosa para ambos (pais e crianças).

Confira algumas dicas e locais que podem te ajudar a programar melhor o seu trekking com crianças.

Pausas para um piquenique, por exemplo, podem tornar o passeio mais atrativo. Eles adoram estes momentosFoto: Shutterstock.

Prefira temperaturas mais amenas

Sempre que possível, escolha sair períodos do dia em que a temperatura esteja amena. Certifique-se para que os pequenos não passem frio, muito calor ou não fiquem bastante tempo expostos ao sol. Estude as condições climáticas antes e leve protetor solar, capa de chuva, agasalhos e outros acessórios relativos às previsões daquele dia.

Comece com trilhas mais curtas

Leve em consideração que os pequenos tem fôlego, mas o ritmo das perninhas ainda é menor, terrenos com pedras e escorregadios também não ajudam. Comece com uma caminhada curta sem muito desnível e aos poucos você vai testando a capacidade dos pequenos de enfrentar desafios maiores.

Trekking com crianças: Faça intervalos

Faça os devidos cálculos de distâncias, inclinações e horas habituais. Adicione bastante tempo para paradas e intervalos extras. Não se esqueça da hidratação dos pequenos e leve sempre comida para um piquenique. Eles adoram estes momentos.

Respeite o ritmo

Os pais e adultos precisam entender que as crianças possuem seu próprio ritmo. Toda a fascinação pelo descobrimento pelo mundo novo apresentado, necessita ser processado. Este processamento faz parte do que entende-se de aprendizado. Por isso, cada detalha irá chamar mais, ou menos, atenção.

Esteja com os equipamentos certos

Não é necessário ter todos os equipamentos de um profissional para um trekking com crianças. Mas, usar um calçado adequado, roupas confortáveis e ideais para o tipo de atividade e condição climática, são fatores essenciais para o conforto, segurança e bem-estar na trilha. As botas e jaquetas impermeáveis, por exemplo, fazem diferença.

Trilha do Bauzinho, na Serra da Mantiqueira, é uma ótima opção de passeio com os pequeninos. Foto: Bruno Namorato.

Trekking com crianças: Dicas de lugares

1. Lagoa do Peri, Florianópolis (SC)

A Lagoa do Peri, maior lagoa de água doce de Santa Catarina, está localizada próximo ao Morro das Pedras, na beira da rodovia que dá acesso à Praia da Armação. Uma das trilhas se chama Caminho da Gurita, com cerca de 3 km de extensão, intensidade leve para mediano, com riachos e pequenas cachoeiras. Se achar que a trilha é muito longa para as crianças pequenas, você pode percorrer apenas uma parte do percurso.

2. Trilha do Bauzinho, São Bento do Sapucaí (SP)

A trilha de pouco mais de 400 metros conduz a uma bela vista da cidade de São Bento do Sapucaí  e de parte da Pedra do Baú. O local é ideal para contemplação e relaxamento. Durante a caminhada, bons observadores têm a chance de avistar pequenos animais.

3. Trilhas de Ibitipoca (MG)

O Parque Estadual de Ibitipoca é bem grande. Conta com uma área total de 1488 hectares, que compreendem três circuitos principais de trilhas. O menor e mais fácil possui cerca de 5 km e envolve algumas subidas e descidas pela beira do rio, além de bonitos mirantes. Pode ser feito com crianças, sem problemas.

4. Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

Entre trilhas, cachoeiras, passeios e montanhas, o parque nacional tem em seu catálogo quase 100 trilhas ecológicas e 20 caminhadas coloniais. Em várias delas, o nível de dificuldade é pequeno, mesmo para pais mais despreparados. Crianças tiram de letra.

5. Jeribucaçu, Itacaré (BA)

Toda praia é boa para criança. Para ir chegar até a bela Jeribucaçu, é necessário que você esteja de carro, mas não pense que vai parar tão próximo da areia, já que é necessário fazer uma caminhada até lá de qualquer jeito.

Se Liga:

O Acampamento Go Outside de Aventura foi criado há mais de 10 anos por entusiastas de esportes de aventura, com o intuito de proporcionar uma vivência outdoor para crianças e adolescentes.

O local fica em Juquitiba, a 80 km da cidade de São Paulo, e recebe jovens de 6 a 15 anos para três dias de atividades esportivas na natureza, como mountain bike, canoagem, trilhas, técnicas de orientação e sobrevivência, entre outras atividades.

A temporada de 2021 já está aberta! Para saber mais, acesse o site Acampamento de Aventura.

Confira a programação:

– Pais e Filhos – 24 a 26 de Setembro
– Pais e Filhos – 22 a 24 de Outubro
– Pais e Filhos – 19 a 21 de Novembro
– Férias Primavera – 13 a 17 de dezembro

-Publicidade-