Tratamento para canelite: como cuidar dessa lesão em casa

tratamento caseiro para canelite

É a desgraça dos corredores. Tanto dos novatos como dos avançados: uma dor na parte de baixo da perna que arde e irradia quando você começa a golpear o asfalto. Em muitos casos, trata-se de uma canelite. Se você está em casa, na quarentena, é um ótimo momento para prioziar o tratamento para canelite agora.

A canelite também é conhecida como síndrome do estresse tibial medial (MTSS, do inglês). Acredita-se que a canelite ocorre quando a inflamação se desenvolve na inserção do músculo com o osso. É a chamada periostite, e a inflamação produzida é a responsável por essa dor aguda que você sente.

O diagnóstico correto da canelite é importante. Canelite é um termo bastante amplo para todo tipo de dor na canela ou tornozelo. Nem sempre, contudo, a dor é causada pela canelite.

Se a dor aumentar, persistir depois do treino ou interferir no seu dia a dia, você deve procurar um profissional para se assegurar de que não é nada sério. Se não for o caso, há tratamentos caseiros para a canelite do tipo “faça você mesmo” que podem ajudar.

Faça uma pausa e use gelo

Nos casos de dor aguda, dê uma parada nas suas atividades mais vigorosas para dar tempo à inflamação para diminuir. O momento é bastante propício: a pausa e uma reduzida nos treinos podem ser suficientes para o corpo se recuperar em casos leves.

Outra abordagem é usar gelo nas pernas. Enrole uma bolsa de gelo flexível em uma toalha e coloque-a sobre a região da dor. Garanta que ela se amolde à perna bem. Isso ajudará a reduzir a inflamação e o inchaço. Tomar anti-inflamatórios também pode ajudar. Apenas se assegure de não exceder a dose recomendada e tome-os junto das refeições para evitar indisposições estomacais.

Enquanto não estiver correndo, reserve um tempo para usar o rolo de espuma e para alongar, focando no tendão calcâneo. Experimente este alongamento: fique de pé com um dos antepés apoiado na beirada de um degrau e abaixe o calcanhar. Retorne à posição inicial e repita com a outra perna. Aumente o tempo de alongamento gradualmente. Ficar agachado na posição de cócoras também promove um belo alongamento do tendão de aquiles – de quebra, das suas costas também.

Tratamento para canelite: meias e palmilhas

Continua doendo? É hora de colocar um pouco mais de empenho para sarar. Junto com a inflamação costuma haver inchaço, mesmo quando você não pode vê-lo. Meias de compressão podem diminuí-lo, aliviando, assim, um pouco a dor.

Outra opção são as palmilhas sem receita, que costumam ser menos duras que as ortopédicas personalizadas. Elas são especialmente úteis se você tiver pés chatos, já que o excesso de pronação acaba estressando músculos e tendões ainda mais; o que aumenta o risco de desenvolver uma canelite. Se você puder neutralizar o problema de alinhamento da pisada, pode potencialmente equilibrar as forças que passam pelo pé e tornozelo ao correr, o que certamente diminuirá suas probabilidades de ter uma lesão por uso excessivo, como a canelite.

Tratamento para canelite: fitas de kinesiologia

Se você tiver um caso crônico de canelite, fitas de kinesiologia podem ajudar a aliviar a dor. De acordo com um estudo publicado na revista científica Journal of Sports Medicine and Physical Fitness; pessoas que usaram fitas kinesio durante apenas uma semana sentiram uma maior redução na dor que aquelas que usaram palmilhas padronizadas.

Fitas kinesio levantam os tecidos superficiais, estimulando as terminações nervosas que relaxam o músculo.

Meça a quantidade de fita necessária sentado com a perna na frente do corpo e os pés flexionados. Segure a fita 5 cm abaixo do topo do dedão, descole 5 cm do outro extremo da fita e grude-a logo abaixo da parte externa do seu joelho. Depois descole o restante e estique a fita antes de grudá-la logo abaixo da base do dedão, com o pé ainda flexionado. Então coloque os dedos em ponta e pressione suavemente a fita ao longo da canela até ela ficar plana. Corte tiras adicionais do comprimento da largura total de sua canela e coloque-as lateralmente sobre seus pontos de dor.

Tratamento para canelite: evite-as

Como não existe nenhum santo remédio que faça as canelites desaparecerem de um dia para o outro, a prevenção é a parte mais importante da equação. Para freá-las antes mesmo de começarem, é crucial evitar grandes aumentos no volume dos seus treinos, uma vez que esse aumento súbito tende a causar inflamação dos tecidos.

Alterne entre vários tênis de corrida e assegure-se de que os modelos escolhidos são adequados ao seu tipo de pisada e à sua biomecânica. Se você correr em uma estrada inclinada lateralmente, permaneça no mesmo lado no caminho de volta. Se for correr em pista, não deixe de mudar de sentido a cada volta. Isso altera os tipos de estresse que atuam sobre as pernas e ajuda a prevenir repetidos casos de lesão por overuse (excesso de treino). Colocar um pouco de terreno offroad, como grana, pedrinhas e estrada de terra, pode ajudar também.

Se os tratamentos caseiros não ajudarem, insista na dupla ortopedista e fisioterapeuta, que poderão personalizar a abordagem e cuidar adequadamente de casos mais sérios.

-Publicidade-