Onça-parda ataca ciclista de 60 anos em trilha dos EUA

Por Velo/Outside USA

Onça-parda/puma/cougar
Foto: Shutterstock

Uma onça-parda, ou puma, atacou uma ciclista no estado norte-americano de Washington no sábado, 17 de fevereiro, relatou o Departamento de Pesca e Vida Selvagem de Washington (WDFW). A vítima era um dos cinco mountain bikers que pedalavam juntos em uma trilha a nordeste de Fall City quando o ataque ocorreu no início da tarde.

+ Ameaçado de extinção, cachorro-vinagre é flagrado em parque no Amapá
+ Projeto no Peru quer proteger 100 ondas até 2030

A vítima, uma mulher de 60 anos, está em condição estável após receber primeiros socorros de seus companheiros de pedal e de um oficial do WDFW que respondeu à ocorrência antes de ser transferida para um hospital. Ela sofreu ferimentos no pescoço e no rosto.

“Estamos agradecidos que a vítima esteja estável após o incidente neste fim de semana”, disse o Tenente Erik Olson do WDFW. “As pessoas no local agiram imediatamente para prestar socorro, e um de nossos oficiais conseguiu chegar em minutos para continuar o atendimento médico e coordenar o transporte. Poderíamos ter tido um resultado muito diferente sem seus esforços heroicos.”

Autoridades capturaram e sacrificaram um jovem macho de onça-parda de 34 kg no local e estão atualmente examinando-o em busca de doenças. O grupo de ciclistas também relatou ter visto um segundo animal da espécie no local. As autoridades não conseguiram localizá-lo após a busca com cães naquela tarde.

Os ataques de onças-pardas, comuns nos Estados Unidos e no Canadá, a humanos são ocorrências raras, e os fatais ainda mais raros. Nos últimos 100 anos, o estado de Washington registrou duas fatalidades e 20 ataques que deixaram alguém ferido.

Este é o segundo ataque no estado em seis anos. O outro ocorreu em 2018 em North Bend, a poucos quilômetros do ataque de sábado, quando uma onça-parda atacou dois ciclistas, matando S.J. Brooks, de 32 anos, e ferindo gravemente Izzy Sederbaum.

Se você encontrar o animal, enfrente-o e não corra, diz o WDFW. Fale firmemente com ele enquanto se afasta, mantendo sempre contato visual. Tente parecer maior, seja ficando em cima de uma rocha ou árvore, abrindo um casaco ou levantando as mãos acima da cabeça – não se agache. Deixe espaço para o animal escapar. Se a onça-parda não se afastar ou se tornar agressivo, seja mais assertivo, grite, agite os braços e jogue qualquer coisa que estiver em seu corpo, como uma garrafa ou mochila, nele. Mantenha sempre crianças e animais de estimação por perto em território de pumas.

Se um encontro se transformar em ataque, lute de forma agressiva com qualquer coisa disponível, mesmo sem nada nas mãos, acrescenta o WDFW.







Acompanhe o Rocky Mountain Games Pedra Grande 2024 ao vivo