Tremor de 6,4 graus matou 16 pessoas e deixou mais de 300 feridas

Turistas estavam presos na região de um vulcão desde que o terremoto atingiu a ilha de Lombok, no domingo (dia 29).

A ilha é uma das mais turísticas da Indonésia, e recebe milhares de pessoas anualmente.

Grupos de trekking e alpinistas estrangeiros ficaram presos durante caminhada pelo vulcão Rinjani.

O Rinjani é o segundo maior vulcão da Indonésia, com 3.726 metros. Ativo, é uma das principais atrações de Lombok.

Após o primeiro, a ilha sofreu com mais dois grandes tremores, seguidos por mais de 100 outros menores.

Poeira domina a paisagem durante terremoto perto do vulcão Rinjani (Foto: Shutterstock)

Os mais de 500 visitantes que estavam no vulcão começaram a ser retirados na segunda-feira (dia 30), e o resgate foi finalizado na manhã desta terça-feira (31), como informou a BBC.

Uma boa parte dos montanhistas conseguiu sair a pé, enquanto três precisaram usar helicóptero.

A Indonésia, com mais de 17 mil ilhas, se localiza no Círculo de Fogo do Pacífico, famosa por instabilidades como terremotos e tsunamis.