É a primeira vez que um filme de escalada ganha um Oscar

Por Thaís Valverde

Free Solo ganhou o Oscar de melhor documentário. O filme narra a empreitada surpreendente de Alex Honnold ao escalar o El Capitan, de 910 metros de altura, no Parque Nacional de Yosemite, sem cordas ou qualquer equipamento de proteção em 2017. Free Solo é o primeiro filme de escalada na história a ganhar a premiação.

A produção já arrecadou quase US$ 19 milhões nas bilheterias norte-americanas e ganhou o prêmio de melhor documentário no BAFTA, algumas semanas atrás. Free Solo beneficiou-se do charme pensativo de Honnold diante das câmeras, e o incrível acesso dos diretores Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhely durante o processo de treinamento de anos de Honnold, incluindo enquanto ele estava a centenas de metros do chão.

Mas, como O Equilibrista (Man on Wire), que ganhou um Oscar em 2007, o drama de Free Solo não é apenas físico. Como Honnold disse a Outside USA no ano passado, Chin e Vasarhelyi podem ter registrado os riscos físicos, mas ficaram perto da experiência emocional do escalador, particularmente porque seus amigos e sua namorada Sanni McCandless falaram abertamente sobre a possibilidade da morte do escalador.

Para o fotógrafo e escalador brasileiro Theo Ribeiro, que teve a oportunidade de assistir o filme, Free Solo é uma produção de escalada estruturada de uma forma que funciona também para uma audiência maior.

“O filme tem um foco forte na audiência americana, no que eles gostam de assistir e no que eles são capazes de entender. Ao explorar as questões psicológicas de Honnold, da família e amigos, o filme consegue trazer esse cenário para tantas outras situações emocionais que os seres humanos enfrentam, por isso muita gente consegue se identificar e aproveitar o filme”, afirma o fotógrafo.

Free Solo foi lançado nos Estados Unidos em setembro de 2018. No Brasil, o filme vai estrear no canal de TV da National Geographic no dia 9 de março, às 21h. A produção também ficará disponível no aplicativo da emissora.

Confira o trailer do documentário:

-Publicidade-