Ex-ciclista profissional italiano, Davide Rebellin morre atropelado por caminhão

Por Outside USA

Ex-ciclista profissional italiano, Davide Rebellin morre atropelado por caminhão - Go Outside
Foto: Reprodução/Instagram

Um dos profissionais mais antigos do ciclismo, Davide Rebellin morreu nesta quarta-feira (30) após ser atropelado por um motorista de caminhão durante um treino. Ele tinha 51 anos.

+ Piloto de jet ski atropela surfista e sua prancha em Nazaré
+ Mochileira morre de hipotermia no Parque Nacional de Zion, nos EUA

Rebellin, que se aposentou oficialmente no mês passado após uma carreira de 30 anos, havia competido no critério Beking Monaco no fim de semana.

De acordo com relatos da mídia italiana, Rebellin estava pedalando no município de Montebello Vicentino, no norte da Itália, no momento do incidente. O caminhão estava saindo de um cruzamento próximo quando atingiu o ciclista.

O jornal italiano Il Gazzettino informou que o motorista do caminhão não parou após o acidente, acrescentando que o condutor do veículo pode não saber o que aconteceu. A polícia local está trabalhando para reconstituir o incidente e rastrear o motorista.

Rebellin nasceu em 1971 em San Bonifacio, na região italiana de Vento. Ele fez sua estreia profissional em 1992, depois de competir nos Jogos Olímpicos daquele ano em Barcelona.

Sua carreira incluiu vitórias no Paris-Nice, Tirreno-Adriatico e na Clásica San Sebastián. Ele também venceu todos os três clássicos das Ardenas, Liège-Bastogne-Liège, Flèche Wallonne e a Amstel Gold Race.

Rebellin cumpriu uma suspensão de dois anos por testar positivo para CERA nos Jogos Olímpicos de 2008. Mais tarde, ele foi destituído de sua medalha de prata que ganhou na corrida masculina de elite.

Depois de competir em uma mistura de equipes de nível Pro-Conti e Continental desde que voltou de sua proibição, Davide Rebellin fechou a cortina de sua longa carreira em casa no Veneto Classic no mês passado.







Acompanhe o Rocky Mountain Games Pedra Grande 2024 ao vivo