As melhores escolhas alimentares durante uma viagem

Por Bianca Vilela*

escolhas alimentares
Imagem: Shutterstock.

As escolhas alimentares de forma geral incomodam muita gente. Quando falamos no quesito “viagem”, isso se torna algo ainda mais relevante. Sim, porque enfiar o pé na jaca por dias sequenciais levam a um sentimento ruim, a frustração. Para entendermos este mecanismo, convidei para este bate-papo a nutricionista Fernanda Zanetti, que também é consultora empresarial.

“Muitos pacientes me perguntam quais as melhores escolhas em hotéis e festinhas, por isso vou dividir aqui algumas dicas do meu dia a dia, lembrando que alimentação é uma questão muito individual, e que não há certo ou errado”, destaca Fernanda, que ainda reforça. “Eu tenho uma abordagem em relação à alimentação que não necessariamente é a mesma de outros profissionais, então o que trago aqui é a minha visão sobre o assunto”, diz Zanetti.

+ Engordar nas férias? Não é necessário!
+ Respirar com calma traz benefícios para a saúde física e mental
+ Saiba como acelerar o seu metabolismo

“Entendo que uma alimentação saudável engloba fatores diversos, desde as necessidades nutricionais fisiológicas às emocionais. Ao entender o indivíduo (sua rotina, intolerâncias, preferências, estilo de vida, cultura e hábitos), é possível estabelecer um protocolo particular, e não uma conduta única que promove apenas um tipo de dieta como salvadora da pátria com mil restrições alimentares. Nada disso representa um milagre ou a chave da saúde. Esta é minha conduta profissional, a que acredito e pratico”, afirma.

Dito isso, vamos lá! Sobre bebidas alcoólicas – é inegável que a pandemia cristalizou os abusos, e que os efeitos do consumo excessivo do álcool causam danos diversos (físicos, mentais e emocionais) todos muito bem documentados cientificamente. É um fato! “O que acho interessante, para quem aprecia, é o consumo esporádico. Moderação, sempre! A dose faz o veneno, e esse ditado é especialmente verdadeiro aqui; uma ou duas doses de sua bebida preferida são mais do que suficientes como parte de uma experiência bacana em uma festa ou um jantar”, ressalta Fernanda.

“Não esqueça de se hidratar! Sempre, entre um drink e outro, consuma muita água! E se alimente bem; nada pior do que a combinação entre estômago vazio e excesso de álcool, sabia? Faça uma refeição completa antes de sair para a festa ou balada!”, reforça a expert.

Falando nas comidinhas, a maior dica para viagens é pensar no binômio qualidade x quantidade. “Não esquecer das saladas, legumes, frutas e verduras;
 monte pratos coloridos, com um pouco de cada coisa e experimente os sabores locais, faz parte da experiência única da sua viagem! 
Não exagerar na quantidade, coma o suficiente para se sentir satisfeito, não estufado. Eu repito sempre: calma, daqui a pouco tem outra refeição bacana pra curtir! Viva o momento presente! Ah, e se mantenha hidratado! Água merece repeteco!”, conclui a especialista.

BIANCA VILELA é autora do livro Respire, mestre em fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), palestrante e produtora de conteúdo. Desenvolve programas de saúde in company em grandes empresas por todo o país há mais de 15 anos. Na Go Outside fala sobre saúde no trabalho, produtividade e mudança de hábitos. Instagram: @biancavilelaoficial.

-Publicidade-