3 passos para prevenir problemas no coração

Por Ben Hewitt

3 passos para prevenir problemas no coração
Imagem: Jesse Orrico/Unsplash

Em forma ou não, é hora de ficar esperto e escutar o tique-taque do seu coração. Muitas pessoas correm o risco de um colapso cardíaco prematuro sem saber, então fique atento a alguns fatores da sua vida para prevenir problemas no coração.

Exercícios aeróbios sempre serão importantes na saúde cardíaca. Os riscos surgem quando você ignora os outros elementos da equação: genética e alimentação. David Cannom, cardiologista especializado em atletas com doenças do coração do hospital Good Samaritan, em Los Angeles, diz que “a grande maioria das falências coronárias podem ser prevenidas se você souber o que observar”.

Leia mais

+ Proteína vegetal em vez de carne vermelha ajuda seu coração, diz estudo

+ Dieta baseada em plantas faz bem ao coração, diz novo estudo

1) TÁ NA MESA

Por mais que seja tentador comer o que quiser e quando quiser, não chute o pau da barraca. Se você tiver mais de 30 anos, uma alimentação pobre pode ser sua ruína, independentemente de quão em forma você está.

Faça uma lista do que você costuma comer e risque dela os alimentos com altas doses de colesterol LDL, que tem sido cada vez mais relacionado com casos de problemas cardíacos. “Há cinco anos, achávamos que uma contagem de colesterol LDL de 110 era segura”, diz Cannom. “Agora sabemos que o ideal é algo em torno de 70”. Para diminuir esse número naturalmente, adote um programa de nutrição que tenha pouca gordura saturada.

2. QUESTÃO DE FAMÍLIA

Um histórico de problemas do coração entre seus parentes diretos dobra suas chances de morrer subitamente e pode te colocar no mesmo grupo de risco dos fumantes e dos que sofrem de pressão alta.

3. O CORPO FALA

Se você costuma sofrer de indigestão, tontura, desmaios ou anormalidades em seus batimentos cardíacos — especialmente durante o exercício —, consulte-se com um cardiologista. Pode ser que você esteja precisando de um teste de esforço máximo, que vai revelar quaisquer problemas no fluxo de sangue pelas artérias.

Se você passar no exame, mas os sintomas persistirem, você deve se submeter a um teste mais invasivo, a cateterização, que permite ao médico dar uma olhada dentro de suas artérias coronárias para detectar problemas potencialmente fatais a tempo de tomar medidas preventivas como medicamentos para baixar o nível de colesterol ou evitar que o coração se esforce demais. Alguns casos extremos podem exigir uma “limpeza” e desobstrução das artérias.

Seguindo esses três componentes do plano, você tem todas as chances de manter seus “canos” limpos por anos e prevenir problemas no coração. “Evitar um ataque cardíaco é como investir no mercado de ações”, diz Paul Thompson. “Você vai investindo um pouco a cada dia para ter lucros a longo prazo.”

-Publicidade-