Um casal francês foi pego com 40 kg de areia de Sardenha em seu carro. Os dois podem  pegar até seis anos de prisão.

De acordo com a BBC, os dois dizem que queriam levar a areia para casa como uma “lembrança” e não perceberam que haviam cometido um crime.

A areia branca da Sardenha, na Itália, é considerada um bem público e é estritamente proibido removê-la da ilha. Durante anos, os moradores reclamaram do roubo de ativos naturais, incluindo areia.

O casal enfrenta uma pena de prisão de um a seis anos pelo crime de roubo. Além disso, há o agravante de ter roubado um bem de utilidade pública.

+ Turistas em Cinque Terre, na Itália, podem ser multados por usarem chinelos
+ Ilha na Noruega quer se tornar o primeiro lugar “sem tempo do mundo”

O comércio de areia, pedras e conchas é ilegal em Sardenha. Bem como geralmente é punível com multas de até € 3.000 (cerca de R$ 13.422).

A polícia encontrou a areia dentro de 14 garrafas de plástico no porta-malas de um SUV pertencente ao casal. De acordo com a polícia eles estavam prestes a embarcar em uma balsa em Porto Torres, em direção a Toulon, na França.

“A areia das praias é um dos maiores atrativos da Sardenha. Há duas ameaças: o nível de erosão, que é em parte induzido pelo aumento do nível da água do mar devido às alterações climáticas; e o segundo é o roubo de areia pelos turistas”, disse Pierluigi Cocco, um cientista de Cagliari, capital da Sardenha, citado pela BBC.

Os turistas, maioritariamente de origem europeia, costumam armazenar a areia, tanto como souvenir, como para a leiloarem na Internet.

-Publicidade-