Califórnia decide pela proteção de invertebrados, como abelhas e borboletas

Por Redação

Foto: Shutterstock.

Uma corte do tribunal da Califórnia (EUA) decidiu que animais invertebrados, incluindo insetos, podem fazer parte do California Endangered Species Act (CESA), legislação que protege espécies ameaçadas de extinção. Com isso, quatro abelhas nativas, além da famosa borboleta monarca, passam a contar com importantes medidas de proteção. As informações são do site Conexão Planeta.

Em 2018, diversas organizações de proteção ambiental, entre elas a Xerces Society for Invertebrate Conservation, entraram com uma ação na justiça solicitando que invertebrados fossem incluídos na lei de proteção estadual.

Leia mais

+ Fundação Florestal inicia megaprojeto de revitalização de trilhas em SP

+ Conheça o primeiro Dark Sky Park da América Latina

+ Surfista e amigo fazem salvamentos em massa em Juquehy

“Estamos comemorando a decisão de hoje de que insetos e outros invertebrados são elegíveis para proteção sob o CESA. A decisão do tribunal permite que a Califórnia proteja alguns de seus polinizadores mais ameaçados, um passo que contribuirá para a resiliência dos ecossistemas nativos do estado”, declarou Sarina Jepsen, diretora de espécies ameaçadas da Xerces.

A entidade ressalta a importância dos insetos não apenas para o meio ambiente, mas também para a segurança alimentar dos seres humanos. A redução da população de abelhas, por exemplo, pode ter consequências ecológicas de longo alcance. Um estudo apontou que quase 30% de todas as abelhas norte-americanas estão em risco de extinção. Já as monarcas apresentaram um redução na Califórnia de 95% desde a década de 1980.

As quatros espécies de abelhas que farão parte da lista de espécies protegidas são a Bombus crotchii, Bombus occidentalis, Bombus suckleyi e Bombus franklini. De acordo com o CESA, órgãos públicos não devem aprovar projetos que “comprometam a continuidade da existência” de qualquer espécie em risco de extinção ou que alterem seu habitat. Além disso, elas não podem ser removidas da natureza ou mortas.

O estado da Califórnia é um importante produtor agrícola dos Estados Unidos. Ou seja, a decisão da corte estadual também representará manter ganhos para a economia. Estima-se que no país insetos nativos contribuam com cerca de US$ 70 bilhões por ano para o setor por meio de seus serviços de polinização.

-Publicidade-