Em uma palavra, não. Muitas pessoas acreditam que beber águas gelada queima mais calorias do que a água à temperatura ambiente. E, embora isso possa ser tecnicamente verdadeiro, a diferença na queima de calorias é minúscula, na melhor das hipóteses.

“A hipótese é que, se você bebe água gelada, o corpo precisa aquecê-la e você queima calorias e, portanto, perde peso”, diz Beth Kitchin, PhD e professora de nutrição da Universidade do Alabama, em Birmingham, nos Estados Unidos. “Mas a pequena quantidade de energia extra que seu corpo gasta realmente não é relevante para nenhuma aplicação da vida real”. De acordo com a Universidade de Arkansas, você consumirá apenas oito calorias durante essa conversão de temperatura no corpo – o equivalente a um pequeno picles. 

+ Como realmente acelerar o seu metabolismo
+ O que acontece quando você bebe cerveja após o exercício

Depois, há a ideia de que beber água quente ou morna é mais suave para o corpo e aumenta a digestão – uma noção popular entre os entusiastas da dieta detox. (Muitas vezes, os programas de desintoxicação sugerem a adição de limão, pimenta caiena e mel para fazer uma espécie de chá de ervas.) Mas também não há boas evidências de que isso seja verdade, diz Kitchin.

Uma coisa que a temperatura da água pode ajudar? Palatabilidade. “Você provavelmente tem mais chances de beber água se estiver fria e refrescante”, diz Kitchin. Além disso, beber água gelada durante o exercício em um dia quente pode até diminuir um pouco a temperatura central e ajudar a manter a calma. Melhor ainda, tente uma raspadinha de gelo: um estudo de 2011 descobriu que os corredores que os bebiam antes de correr não se esgotavam tão rapidamente quanto os que não bebiam.

Conclusão: “A coisa mais importante sobre a água é que você está bebendo, e não a temperatura que está”, diz Kitchin. Quer mais sabor na água? Adicione um pouco de limão e uma fatia de pepino. 

-Publicidade-