Aprenda a escolher o isolante térmico para seu camping

Por Redação

isolante térmico
Imagem: Shutterstock

Em um acampamento, o conforto na hora de dormir é fundamental. Uma “cama” macia e  quentinha faz toda a diferença. O isolante térmico é muitas vezes subestimado pelos campistas e aventureiros, que acham que o saco de dormir para a temperatura esperada resolve. Mas à noite, mesmo em áreas gramadas, a temperatura do solo despenca, a umidade sobe do solo, e a sua noite de sono pode acabar numa geladeira.

Antes de escolher o seu isolante térmico, é preciso entender quais são as suas necessidades. Se você for se aventurar em travessias de alta montanha, vai precisar investir em um bom isolante ou em mais de um, uma dupla camada.

Para um fim de semana na praia de vez em quando, um emborrachado ou dobrável pode atender muito bem. Para quem curte pegar trilhas, travessias ou viagens de bicicleta, um isolante térmico inflável é uma excelente opção, pois economiza bastante espaço.

Confira os prós e contras de cada modelo para encontrar o seu.

Isolante aluminizado da NTK (Foto: Divulgação)

Isolante térmico flexível

Os isolante térmico emborrachados, geralmente fabricados em EVA, com a outra face aluminizada, são os mais baratos e quebram um bom galho para temperaturas mais amenas, como um acampamento na praia.

É possível encontrá-lo em várias espessuras, dependendo do fabricante. A parte de alumínio deve ficar para cima para refletir o calor do corpo e manter a temperatura.

Os pontos negativos são o volume – precisa ser preso na parte externa da mochila – e o desgaste relativamente rápido.

Modelo Trek 700, da Forclaz (Foto: Divulgação)

Infláveis

As opções infláveis são mais confortáveis e compactas. Alguns pesam menos de 500g e ocupam o espaço de uma garrafa.

Há uma grande variedade de alturas (que impactam no conforto e isolamento), peso e facilidade de enchimento.

Vale a pena para quem vai carregar na mochila em caminhadas e travessias. O ponto negativo do isolante térmico inflável são os furos. Apesar de serem resistentes, pode acontecer de furar ou vazar durante a noite. É bom sempre ter um pedaço de silver tape no kit básico, ou mesmo o kit de reparo da própria marca.

O modelo Comfort Plus Insulated, da Sea to Summit (R$ 1.990), é indicado para travessias e trekkings em alta montanha. Foi projetado para frio intenso, com uma tecnologia de dupla camada, que reflete o calor do corpo e isola o frio do solo.

Já o Trek 700 da Forclaz, marca de aventura da loja Decathlon, é boa opção para travessias e acampamentos em baixa altitude, custa R$ 330 e pesa 510g. Outra opção é o Ziggy, da Azteq, com 775 g, que custa, em média, R$ 240.

isolante térmico
Modelo dobrável da Naturehike (Foto: Divulgação)

Isolante térmico dobrável

O modelo “caixa de ovo” ou “colmeia” é relativamente novo no Brasil. O material é parecido com os emborrachados, mas o formato ondulado o deixa mais alto e retém mais ar, garantindo maior isolamento.

O da Naturehike (R$ 220, preço médio)  pesa 400g e tem 57 cm de comprimento quando dobrado. Ele tem um bom nível de conforto, entre o emborrachado e o inflável mais alto. O ponto positivo é o bom isolamento térmico e o peso, o negativo ainda é o tamanho.

isolante térmico
Um trambolho, porém confortável (Foto: Divulgação)

Colchão inflável

Se você vai para um acampamento de carro, não precisa carregar tudo na mochila em caminhadas, em vez do isolante térmico, um colchão inflável é a opção mais confortável possível. A espessura grande e a possibilidade de regular a maciez te farão se sentir em casa.

O ponto positivo é a sensação de cama fora de casa e a facilidade de encontrar modelos em qualquer supermercado.

O ponto negativo é que ele precisa de uma bomba para ser enchido – fazer isso no pulmão vale um trekking de algumas horas. O peso e volume monstruosos também são contrapontos.

Ideal para um camping de fim de semana, mais próximo da civilização. O da MOR, tamanho casal, sai por cerca de R$ 150.

-Publicidade-