Adversidade é aventura

Em 2000, em uma viagem para escalar algumas montanhas no Quirguistão, o escalador norte-americano Tommy Caldwell, de 37 anos, a então namorada, Beth Rodden, e mais dois amigos foram feitos reféns de um grupo rebelde da região. Passaram seis dias em cativeiro, com pouca comida e nenhuma água. A provação terminou no sexto dia, quando Tommy empurrou o guarda que os mantinha presos ladeira abaixo, no que ele acreditou ser um golpe mortal.

Em 2001, Tommy acidentalmente cortou seu dedo indicador da mão esquerda com uma serra elétrica – uma tragédia para qualquer um, mas ainda maior para um escalador.

Surpreendentemente Tommy encarou essas dificuldades como uma chance para crescer e se tornar um dos maiores escaladores de sua geração. Sua conquista da seção Dawn Wall, no paredão rochoso de El Capitan, no Parque Nacional do Yosemite (Califórnia), foi concluída por ele e Kevin Jorgeson em janeiro deste ano, em um dos maiores espetáculos midiáticos já vistos na escalada. "Escalar a Dawn Wall era o meu grande projeto, meu renascimento após o sequestro e a perda do dedo", diz ele no vídeo de sua palestra para a TedX, organização de conferências independentes que funciona no mundo todo.

Assista a seguir a palestra de Tommy (em inglês, com legendas em inglês). É inspiradora:

-Publicidade-