Vida bem vivida

Em julho deste ano, o base jumper paulista Fernando Gonçalves morreu num acidente de wingsuit depois de saltar da Pedra da Gávea (RJ).

Aos 36 anos de idade, Fernando era experiente na modalidade: anos antes, havia se tornado o primeiro brasileiro a saltar de wingsuit daquela mesma Pedra e, em 2015 marcou presença no campeonato mundial da modalidade, na Noruega. Naquele fatídico dia de julho, para driblar o vento, ele tentava inaugurar um novo ponto de saída da Pedra da Gávea.

O vídeo a seguir, produzido pela rede social Life é uma sincera homenagem a Fernando. Com imagens captadas pelo próprio base jumper em viagens feitas pelo mundo inteiro, o vídeo mostra seu parceiro de voo, o brasileiro vice-campeão mundial Yuri Cordeiro, e termina com uma frase que, certamente, representa o jeito como Fernando encarava a vida.

-Publicidade-