82 montanhas em 80 dias


NO TOPO: Ueli Steck chegando ao point Marguerite, na França (Foto via Facebook Ueli Steck)

O montanhista suíço Ueli Steck, ou a "Máquina Suíça", de 38 anos, chegou ontem (11 de agosto) ao fim de seu mais recente projeto, 82 Summits in 80 Days (82 cumes em 80 dias) — iniciado no dia 11 de junho na companhia do alemão Michi Wohleben. A empreitada consistia em escalar todas as montanhas com mais de quatro mil metros de altitude dos Alpes Berneses (porção ocidental dos Alpes Suíços) usando apenas paraglider e bicicleta para se locomover entre uma montanha e outra. Tudo em nome da mais "pura diversão", segundo Ueli.

Mas nem tudo foram flores, e rolaram alguns contratempos fortes: no final de julho, Michi foi obrigado a abandonar a empreitada devido a uma lesão. E Martjin Seueren, alpinista holandês que também integrava a equipe de Ueli, morreu no final daquele mesmo mês depois de sofrer uma queda na fronteira entre a França e a Itália, enquanto escalava para a expedição "82 Summits in 80 Days".

Mesmo abalado psicologicamente, Ueli concluiu o projeto com tempo de sobra, chegando a escalar 18 montanhas em um só dia (no final de junho), e subindo o Matterhorn também num único dia — alpinistas competentes costumam levar dois dias. Apesar disso, ele garantiu não ter se preparado de maneira especial para este projeto.

"Há anos que venho me dedicando a ganhar resistência. Dessa vez, a única diferença foi acrescentar um pouco de pedal à mistura", disse. Apesar do fatídico episódio envolvendo o amigo Martjin, Ueli garante que conseguiu se divertir com essas escaladas.

-Publicidade-