O último mergulho


MERGULHO EM CHOQUE: Natalia em seu habitat natural

A mergulhadora russa Natalia Molchanova, 53, que é detentora de vários recordes mundiais em mergulho livre e apnéia, desapareceu na costa da ilha de Formentera, Espanha, no último domingo, após um mergulho por diversão. Após dois dias de buscas, equipes de resgate perderam as esperanças de encontrá-la viva. Na ocasião, Natalia mergulhava na companhia do filho Alexey e de outros amigos. Ela simplesmente não retornou à superfície após um mergulho que, teoricamente, seria muito tranquilo para seus padrões.

Única mulher do mundo a quebrar a barreira dos 100 metros de profundidade no mergulho livre, Natalia era considerada um dos maiores expoentes do esporte no mundo, tendo sido nadadora profissional por anos antes de entrar para o mergulho. No último domingo, num dia de tempo bom e céu claro em Formentera, ela desceu com uma roupa de neoprene fina e com lastro no pescoço, que a ajudaria a chegar ao fundo — como era de costume. Era uma sessão de mergulhos puramente de lazer, sem tentativa de quebrar recordes, nem gravação para programas de TV.

Após uma busca infrutífera feita por seus colegas mergulhadores, a guarda costeira local foi acionada. Barcos, um helicóptero e até um robô submarino ajudaram na tarefa de encontrá-la. E, caso continue desaparecida, realmente não será possível saber o que aconteceu com ela no momento do mergulho. Seu filho, Alexey, se disse conformado com o triste fato de que sua mãe não voltará: "Parece mesmo que ficará no mar para sempre… E acho que ela gostaria disso", completou.

Natalia tinha 41 recordes mundiais e foi campeã mundial de mergulho livre por 23 vezes. Seu tempo recorde em apnéia estática são impressionantes 9min2s.

Nos vídeos abaixo, Natalia quebra duas marcas mundiais: é a primeira mulher a vencer a barreira dos 100 metros de profundidade, e se torna dona da maior distância em apnéia dinâmica, ao nadar 237 metros num só fôlego:

-Publicidade-