Voo insano

Há anos, o italiano Uli Emanuele vinha sonhando com a acrobacia mais difícil que poderia realizar durante um voo de wingsuit. Especialista em proximity, modalidade em que os pilotos passam raspando em obstáculos na terra, Uli finalmente conseguiu tornar seu sonho realidade: atravessou o interior de uma cavidade rochosa de cerca de dois metros de largura durante um voo, certamente a mais de 200 km/h.

Sem revelar o local do salto, Uli afirmou ter se sentido preparado para o desafio: "Encontrei esse lugar há três anos. Na época, achei que era impossível atravessá-lo em um voo de wingsuit. Mas depois de três anos de treino, eu estava pronto. Imaginei duas rotas diferentes e voei por entre o buraco quatro vezes. Acho que é o menor buraco pelo qual alguém já passou de wingsuit", finalizou.

Há alguns anos, o base jumper norueguês Alexander Polli também impressionou os amantes de esportes radicais com um voo parecido (assista aqui).

A seguir, o vídeo tenso em que Uli se prepara e "decola" para uma das manobras mais arriscadas da história dos esportes:

-Publicidade-