Um novo point de escalada em SP

Rocha nova, lixada pelo cabo de aço (Foto: Vitor B. Frechou)

(Fotos: Vitor B. Frechou)

Neste ano, enquanto seguia para o litoral norte de São Paulo, o escalador Eliseu Frechou* visualizou possíveis vias verticais em um novo paredão rochoso que se formou devido às obras para a duplicação da rodovia. Em maio, ele voltou ao local e abriu a primeira rota de escalada do pico. A seguir, Eliseu conta um pouco sobre essa conquista.

“Desde que a Rodovia dos Tamoios (SP-99), que liga as cidades de São José dos Campos (SP) e Caraguatatuba, no litoral norte do estado, começou a ser duplicada, morros foram cortados, deixando rochas, que antes eram parte do subsolo, expostas. Essas montanhas foram literalmente serradas, através de uma técnica que consiste em passar um cabo de aço de ponta a ponta na rocha, causando um atrito que, aos poucos, divide a pedra – que posteriormente é dinamitada.


Em maio, depois de passar várias vezes por lá, parei num desses cortes no KM 38 (um trecho da Tamoios no município de Paraibuna, na entrada do bairro do Espírito Santo). Junto com os escaladores Fernando Lessa, Mateus e Vitor Borges, equipamos a primeira via do lugar, que batizamos de "Tá fazendo o que?". A nova rota é mais do que um desafio técnico. É uma experiência diferente ao proporcionar ao escalador subir por um tipo de rocha totalmente diferente do que as que são naturalmente expostas, sofrendo a ação de intempéries por milhares de anos. Além disso, a estética da rocha é simplesmente fantástica.


Como escolhemos uma véspera de feriado para abrir esta via de escalada, o pessoal que administra a rodovia nos pediu para voltarmos num dia de menos movimento – uma recomendação válida a todos que pretendem escalar por ali.


Escaladores que curtem abrir vias devem dar continuidade a este trabalho. Ninguém consegue fazer muito sozinho, mas eu espero que haja mais rotas por lá, porque agora vou começar a descer com meu equipamento de escalada para o litoral. Há no mínimo mais 10 vias excelentes, prontas a serem abertas naquele setor. Isso vai ajudar a garantir a evolução do esporte e a diversão de todos. Keep climbing!”

* Eliseu Frechou é guia de montanha, instrutor de escalada e escalador conhecido, que se dedica ao montanhismo há mais de 30 anos. Em 1989, fundou a Montanhismus, a primeira escola brasileira dedicada à escalada em rocha. Há alguns anos, Eliseu, Fernando Lessa e Marcio Bruno de Oliveira conquistaram uma via brasileira no Monte Roraima, na face da Guiana, cujo documentário foi lançado no começo deste ano (assista aqui)

-Publicidade-