Dean Potter: 1972 – 2015


MELHORES AMIGOS: Dean escalando no Yosemite com Whisper (Foto: Jennifer Rapp)

O norte-americano Dean Potter morreu no último sábado durante salto de wingsuit (vertente do base jump em que o praticante salta com uma roupa de morcego) no Parque Nacional de Yosemite, Califórnia (EUA). Dean tinha 43 anos, e estava com o amigo Graham Hunt, que também morreu durante o mesmo salto.

Os dois decolaram no sábado (16/ maio) à tarde de Taft Point, um ponto de 2.286 metros de altitude no Yosemite. A dupla pretendia fazer um voo considerado arriscado, rente a uma fenda em uma cadeia rochosa. A spotter da equipe (responsável por auxiliar o voo do chão) ouviu dois sons que poderiam ser de um impacto ou da abertura dos parquedas. Mas ao não conseguir contatar os base jumpers pelo rádio, ela chamou o serviço de resgate do parque. É ilegal saltar de base jump no Yosemite, e a spotter manteve o otimismo acreditando que a dupla poderia ter sido presa. A equipe de busca conseguiu localizar os corpos apenas no domingo de manhã, com um helicóptero, e verificou que nenhum dos dois tinha comandado o paraquedas.

DEAN POTTER FICOU FAMOSO no mundo da escalada no final dos anos 1990, quando começou a mandar escaladas em estilo free solo (sem corda de segurança) em paredões quilométricos, a maioria no próprio Yosemite, onde ele morava. Dean também se tornou um ícone do montanhismo por seus números arriscados no highline, base jump e em voos de wingsuit. Sua popularidade atingiu o público comum há pouco mais de um ano, ao atrair a atenção da mídia num controverso voo de wingsuit com sua cadela Whisper — ela não estava com ele no momento do salto de sábado. (Veja a seguir o trailer do filme When Dogs Fly, que conta a história de seu salto com Whisper)

Dean Potter já era uma lenda viva, e agora seus exemplos de simplicidade e coragem ficarão marcados para sempre. Descanse em paz, Dean.

-Publicidade-