Everest fechado


CAMPO BASE DO EVEREST: Equipe de resgate carrega feridos até o helicóptero, no dia 26 de abril (Foto via CNN)

O governo chinês acaba de anunciar que a face norte do Everest ficará fechada durante o resto da temporada de montanhismo em 2015. A decisão foi anunciada por Nima Stering, chefe da Associação Tibetana de Montanhismo em reunião realizada no acampamento base da montanha. Todas as outras montanhas do Tibete também permanecerão fechadas.

De acordo com Adrian Ballinger, representante da agência Alpenglow Expeditions, Nima Stering deu dois motivos principais para ter tomado esta decisão: um é o alto risco de ocorrer outro terremoto de grande magnitude na região, e outro tem a ver com o respeito às condições alarmantes em que se encontra o Nepal após os abalos ocorridos no último final de semana. "Acho que a decisão foi correta", concordou Adrian. "Mesmo assim, eu preferiria que isso tivesse partido dos próprios times que estão aqui, e não do governo de um país", disse respondendo aos rumores de que alguns escaladores ainda consideravam a hipótese de continuar com suas escaladas (leia mais aqui).

Montanhistas brasileiros que são "velhos conhecidos" da montanha mais alta do mundo divulgaram suas iniciativas para ajudar as vítimas dos tremores. Abaixo, você pode conhecer algumas delas e saber como ajudar os milhares de pessoas que, no momento, vivem uma situação calamitosa — segundo dados oficiais, o terremoto matou mais de cinco mil pessoas e deixou outros milhares desabrigados.

>> Rodrigo Raineri: O escalador e sócio da Grade 6 Viagens está liderando uma equipe para ajudar os nepalenses. Os guias da Grade6 José Eduardo Sartor Filho e Carlos Santalena estão em Lobuche, na região do vale do Solo Khumbu, próximo ao campo base do Everest. Eles permanecerão ali para ajudar a população local. "Direcionaremos nossos esforços aos vilarejos da montanha, que também foram bastante afetados pelo terremoto e onde o acesso é mais difícil", disse Rodrigo. "Faremos uma listagem dos doadores e prestaremos conta de tudo. Quem doar, por favor enviar um email para sartor@grade6viagens.com.br."

Dados:
Rodrigo Chaddad Raineri
Banco: 033 – Santander
Agência: 2101
Conta Poupança – 60001833-7
CPF: 108.931348-99

>> Karina Oliani: A médica e especialista em resgate em áreas remotas foi para o Nepal com um grupo de outros quatro médicos brasileiros e pede ajuda para poder auxiliar os nepalenses.

Dados:
Karina Ragazzo Oliani
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 3188
Conta poupança: 1000-0
CPF: 303.882.358-96
Oper: 013

>> Fernanda Maciel: A corredora já era parceira do White Flow Nepal, que ajuda crianças naquele país. Para ajudar, é possível transferir a doação diretamente para a conta do banco AndBanc, que envia dinheiro para o Nepal com a ajuda da Unicef:

Dados:
AD67 00010000 4001 3450 0100

Fernanda também apoia a Mount 4 Him, ONG que auxilia crianças nepalenses e está recebendo doações diretamente através de seu site mount4him.org.

>> Waldemar Niclevicz
: A poucos dias de sua primeira ascensão ao Everest completar 20 anos, o alpinista brasileiro vem pedindo ajuda para a Meninas do Nepal, ONG que visa tirar meninas nepalesas da prostituição. “Muitos perderam suas casas, familiares e o pouco que tinham para viver. Há muitos feridos e falta de energia elétrica, o que já era comum em Katmandu. Os estragos são imensuráveis”, reforça Waldemar.

É possível contribuir diretamente através do site meninasdonepal.com, ou através de transferências para as seguintes contas:

Dados:
Missão Cristã Mundial (CNPJ: 01437718/000102)
Banco do Brasil,
Agência: 2738-3
Conta: 34000-6

Missão Cristã Mundial (CNPJ: 01437718/000102)
Bando Bradesco
Agência: 1633
Conta: 19500-6

-Publicidade-