Retribuição que vem do esporte

O norte-americano Chris Sharma, 33, é um fenômeno da escalada que até hoje empurra os limites deste esporte. O que pouca gente sabe, no entanto, é que Sharma também está preocupado em ajudar. Em 1999, ele voltou de uma viagem de escalada à Índia disposto a retribuir um pouco o que seu esporte já havia lhe proporcionado.

“Várias pessoas me incentivaram na escalada, e sou tão grato a isso que quis fazer o mesmo”, diz ele, que naquela época não tinha nem 20 anos de idade.

A participação de amigos foi fundamental para que este projeto saísse do papel. “O ambiente outdoor é um lugar onde você se conhece como pessoa”, diz Andy Puhvel, um dos aliados que o ajudaram a fundar a Sharmafund.

Hoje, através dessa organização sem fins lucrativos, o escalador norte-americano aproveita da fama que tem no esporte para fazer com que a escalada chegue a jovens desfavorecidos financeiramente, que dificilmente escalariam alguma vez na vida.

Uma iniciativa mais do que nobre ao levarmos em conta que o esporte nos ajuda a acreditar em nós mesmos e a perceber que nossas habilidades muitas vezes são maiores do que imaginamos.

-Publicidade-