A emocionante história de Arthur

They thought nothing of throwing him a meatball . But they didn't expect what would happen next.
SONHANDO GRANDE: Arthur num raro momento de descanso (FOTOS | Krister Goransson/ Facebook Peak Performance)

Durante o mês de novembro, entre os dias 7 e 19, rolou no Equador o Campeonato Mundial de Corrida de Aventura. A prova ininterrupta de cinco dias englobou modalidades como trekking, mountain bike e canoagem, e foi vencida pela equipe neozelandesa Seagate.

Mas quem roubou a cena foi o time sueco Peak Performance, 12º colocado na prova. Enquanto descansavam para um trekking de 40 quilômetros, um dos últimos estágios da competição, um vira-lata se aproximou e o capitão da equipe, Mikael Lindnord, deu ao cão um pedaço de carne. Foi o suficiente para que ele não desgrudasse mais dos suecos.

Because a few kilometres later, they realised the dog was following them. He simply refused to leave their side. They named him Arthur.

Alguns quilômetros depois, os atletas perceberam que o cachorro estava os seguindo, e se recusava a abandoná-los. Os corredores então o batizaram de Arthur. O trekking foi uma jornada lamacenta, e algumas vezes tiveram que desatolar o cão.

On another occasion a team-mate was dehydrated and needed medical attention: Arthur stood guard over him while they waited for it.

Em outra ocasião, um integrante da equipe sofreu uma séria desidratação, e Arthur ficou ao lado dele, como se estivesse o protegendo.

A etapa seguinte era de canoagem, e a organização da prova orientou-os a deixar o cão em terra firme porque o esforço físico seria grande. A equipe obedeceu, mas Arthur não. O cão passou a nadar ao lado do barco, e eles o colocaram a bordo.

Towards the end they realised they had to leave Arthur on the river bank since they were canoeing. But he dived in and followed them, so they hauled him aboard.

“Tivemos que encontrar uma técnica diferente de remada para ir em frente”, disse Mikael. Algumas vezes Arthur pulou na água, e, ao voltar ao barco, era aquecido com a jaqueta dos atletas.

Foi inevitável a Peak Performance cruzar a linha de chegada com cinco integrantes…

… Assim como ninguém pode evitar que Mikael adotasse Arthur. No Facebook, o atleta admitiu que chorou em frente ao computador ao saber da liberação do governo sueco para que Arthur entrasse no país. “Eu fui ao Equador vencer o campeonato mundial e, em vez disso, ganhei um novo amigo”, disse.

NOVO LAR: Arthur desembarca na Suécia

O vídeo a seguir é outro resumo dessa história, que correu o mundo como uma avalanche e já está prestes a se transformar em livro, brinquedo, documentário e num filme. Isso mesmo, uma grande produtora de Hollywood está interessadíssima na história. Que isso ajude também a corrida de aventura — um esporte em que a ajuda mútua conta muito — a chegar ao conhecimento de novas pessoas.

-Publicidade-