De novo na natureza selvagem

Desde que Jon Krakauer escreveu Na Natureza Selvagem, em 1997, a história de Chris McCandless virou símbolo de uma juventude insatisfeita com as normas da vida moderna. No começo dos anos 1990, o jovem norte-americano embarcou em uma jornada pessoal rumo ao Alasca, onde pretendia viver isolado da civilização — e onde acabou morrendo sozinho, aos 24 anos. A história e o fim trágico de Chris chegaram à Hollywood e o personagem ainda inspira milhares de pessoas pelo mundo.

Irmã de Chris, Carine McCandless acaba de escrever o livro The Wild Truth ("A Verdade Selvagem", em tradução livre), em que afirma que a dura relação que ela e Chris tinham com os pais é uma das principais razões pelas quais Chris escolheu se desligar da família. O livro de Carine relata o comportamento abusivo e por vezes violento sofrido pelas crianças da família e responde questões até hoje incompreendidas sobre o comportamento de Chris. A relaçao entre os dois irmãos tem destaque tanto no livro de Krakauer quanto no filme homônimo dirigido por Sean Penn, em 2007. Muito próxima ao irmão, Carine era a única que recebia notícias dele enquanto pegava caronas pelos Estados Unidos até chegar ao Alasca.

A versão de Carine para a história da família McCandless não agradou a seus pais. Procurados pela Outside norte-americana, Walt e Billie McCandless se recusaram a falar. A única declaração que fizeram sobre o livro, feita a uma rádio, foi: "O conteúdo e a intenção desse livro de ficção nada têm a ver com nosso filho Chris. É só uma maneira de tentar chamar a atenção."

The Wild Truth ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.


A capa da edição americana de The Wild Truth

-Publicidade-