Recorde ou estupidez?

O vídeo a seguir, protagonizado por Wes Kennedy, é sobre uma modalidade bem estranha: o “base jump suspenso”. Para o amigo dele, Stanislav Alsenov, a ideia é reunir duas atividades extremas e criar um esporte louco (mesmo que seja mais provável que você nem considere isso um esporte).

Wes é um adepto da suspensão corporal (em que o corpo é erguido através de grandes ganchos que perfuram a pele). Como integrante do grupo Sinner Team, ele realiza números um tanto bizarros quanto o a seguir: nada de equipamento tradicional, que geralmente é levado numa mochila. Seu paraquedas foi fixado por ganchos passados como anzol na pele.

O salto rolou dos 450 metros de altura, e ele ficou 2min15s com o paraquedas aberto. A ideia foi empurrar os limites dessa bizarra modalidade – para Wes, tudo é uma questão de elevar o poder da mente.

Ele garante que é o quarto atleta radical a se tornar adepto do base jump suspenso e protagonizou o sétimo salto da modalidade. Ainda de acordo com Wes, o maior tempo de voo é o dele, o que significa um recorde mundial — não importa se a maioria dos base jumpers, aqueles que lutam para legalizar seu esporte dentro parques nacionais, considere isso um regresso para o esporte.

-Publicidade-