Homens-pássaro


ASAS DO DESEJO: Voo de wingsuit nas Dolomitas italianas
(FOTO: Woods WheatCroft)

Em 2007, Matt Higgins escreveu para o The New York Times uma reportagem sobre as primeiras tentativas de voos de wingsuit sem o uso de paraquedas na aterrissagem. Alguns anos depois, em 2012, ele publicou na Outside norte-americana uma entrevista com o base jumper Jeb Corliss sobre o acidente quase fatal de Jeb durante um salto na África do Sul. Fiel ao tema, Matt publica agora o livro Bird Dream: Adventures at the Extremes of Human Flight (Sonho de Pássaro: Aventuras nos Extremos do Voo Humano, em tradução livre), no qual percorre a evolução dos voos humanos desde o paraquedismo, passando pelo base jump, até chegar aos saltos com macacões de wingsuits.

O autor dá um panorama geral do esporte, mas se concentra nos feitos de Jeb Corliss e Gary Connery, dois dos mais carismáticos e destacados pilotos em ação, ambos comprometidos com o que consideram a nata da modalidade: aterrissar sem o uso de paraquedas. Matt vai fundo no tema, abordando não apenas as conquistas, mas também os altos riscos envolvidos e as perdas recorrentes – como a morte de Dwain Weston, grande amigo de Jeb.

A seguir, conheça os principais feitos e inovações que marcaram a história dos voos humanos.




> O primeiro homem a tentar voar com uma roupa alada foi Franz Reichet, que em 1912 saltou da torre Eiffel, a construção mais alta do mundo na época. O alfaiate austríaco morreu ao se chocar contra o solo.


> Em 1935, o paraquedista norte-americano Clem Sohn saltou de um avião a mais de 3.500 metros de altura, vestindo um traje voador caseiro. Tornou-se o primeiro homem a planar sem o uso de mecanismos de propulsão.


> Considerado um dos idealizadores do skydiving como esporte, o francês Léo Valentin foi pioneiro em saltar, nos anos 1950, com uma postura arqueada, usada até hoje e que proporciona um vôo mais estável.


> Nos anos 1990, o francês Patrick de Gayardon idealizou importantes inovações nas roupas de wingsuits, como a fixação das “asas” entre os braços e o corpo e entre as pernas. É conhecido como o inventor do skysurf.


Bird Dream: Adventures at the Extremes of Human Flight, de Matt Higgins. US$ 21, na amazon.com; 304 páginaspenguin.com, matt-higgins.com

-Publicidade-