Ilimitado


SKATE 24 HORAS POR DIA: Ruan mostrando que o limite é cada um que impõe

Ruan Felipe tinha dois anos e meio quando, depois de uma febre, teve uma forte reação alérgica a uma medicação. Ele ficou entre a vida e a morte, mas se salvou, apesar das sequelas: teve as pernas amputadas e outras diversas partes do corpo retiradas.

Ruan passou dias em coma e, quando abriu os olhos, percebeu que carregaria graves sequelas para o resto da vida. Mas sua vontade de viver, e o amor de sua avó – como é mostrado no documentário a seguir – o ajudaram na recuperação.

“Eu praticamente cresci com isso, então foi mais fácil”, diz Ruan no filme sobre sua trajetória. O skate também foi fundamental para sua socialização. O que começou como meio de transporte, para ele se locomover pela escola, é o que o faz voar até hoje.

“Tudo tem um propósito, e hoje o skate é 90% da minha vida”, diz Ruan, que é um skatista de alma.

-Publicidade-