No estilo livre


SEM VOLTA: David Lama e Peter Ortner se aproximam do Cerro Torre
(FOTO: Red Bull
)

Em janeiro passado, o escalador austríaco David Lama, de 21 anos, finalmente conseguiu concluir um desafio que lhe tirava o sono havia três anos: escalar em estilo livre o Cerro Torre — um imponente rochedo de 3.130 metros de altura localizado no sul da América do Sul, entre a Argentina e o Chile. Quase um ano depois, David acaba de lançar o livro Free, em que conta as dificuldades e polêmicas que cercam a conquista.

Na época, sua equipe de filmagem teria fixado na rocha diversos grampos, atitude que causou aversão em parte da comunidade de escaladores que frequentam a região. Para eles, David e os colegas não tinham o direito de interferir e "machucar" a parede rochosa dessa maneira — imagine se todo mundo que escalasse o Cerro Torre pregasse algo nas pedras.

Pouco antes de David e seu parceiro de escalada Peter Ortner se aproximarem do Cerro Torre para a tentativa vitoriosa de chegar ao cume, o clima também não era dos melhores: o norte-americano Hayden Kennedy e o canadense Jason Kruk foram quase linchados por escaladores locais depois de conquistarem a via Compressor e, na descida, terem removido os antigos grampos fixados por Cesare Maestri há mais de 40 anos. A dupla foi parar na delegacia, acusada de violar um patrimônio histórico da escalada (leia mais aqui).

Por enquanto, o livro está disponível apenas em alemão (na Apple Store custa US$ 21).

-Publicidade-