Arte do equilíbrio


NOSSA: Eskil fazendo algo mais difícil do que andar de bicicleta de costas
(FOTO: globalbalancing.com)

Não tente fazer em casa o que você assistirá no filme abaixo: o autor da façanha é ninguém menos que Eskil Rønningsbakken,
um artista norueguês autor de números extremamente arriscados como plantar bananeira no topo de prédios ou se equilibrar na beirada de penhascos de mais de mil metros de altura.

A última dele foi descer uma estrada íngreme e sinuosa em seu país montado de costas numa bicicleta. O risco não era só cair da bicicleta. Eskil passou rente a precipícios e fez curvas fechadíssimas que não permitiam o menor erro – exatamente como costumam ser suas exibições.

Apesar de ser divulgado que Eskil atingiu 80 km/h durante a descida, isso parece pouco provável. Mas ainda assim não é uma razão para diminuir seu desafio. Repare que a pista está molhada e o menor erro poderia ser fatal.

-Publicidade-