Maya Gabeira conta como está sendo o período de isolamento em Nazaré, Portugal

Por Redação

Depois de morar em diversos lugares pelo mundo em busca dos melhores swells, a surfista brasileira de ondas grandes Maya Gabeira, hoje vive em Nazaré, Portugal, um pequeno vilarejo português conhecido por suas praias com ondas gigantescas. E logo na temporada de onde grandes, durante o inverno europeu, começou a pandemia do novo coronavírus. E a atleta profissional se deparou com uma situação inédita: não poderia surfar. Além, é claro, manter o isolamento social, por mais de um mês.

Na cidadezinha de 15 mil habitantes, Maya é uma lenda. A brasileira entrou no Guinness Book por surfar a maior onda entre as mulheres, de 20,72 metros, em janeiro de 2018, na Praia do Norte. Em 2013, ela sofreu um acidente grave quando tentava surfar uma onda gigante na Nazaré. Ela quase morreu ao ficar inconsciente após uma queda. E, mesmo assim, dois anos depois, a surfista voltou ao local e conseguiu superar as ondas gigantes.

A pandemia se mostra como mais um desafio para a atleta. E com exclusividade, ela gravou um vídeo para a Go Outside contando um pouco sobre como está sendo a rotina de treinos e o que está a ajudando a enfrentar este período longe do mar. Confira: