Agora é a melhor hora para adotar um pet

adote um pet
Imagem Shutterstock

Sabe qual a coisa mais importante para educar bem um cachorro? Tempo. Sabe o que todos nós temos de sobra agora? Tem. É a melhor hora possível para adotar um cachorro. Uma boa parte de nós está em quarentena. Muitos estão com filhos, que depois de tentar acompanhar aulas online, ficam entediados e cheios de energia para gastar. E mesmo cedendo à televisão e à internet, não é saudável para ninguém ficar tanto tempo ligado em telas. Pode ser a hora perfeita para adotar um pet integrar um cachorro ou um gato à família. 

 Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil é o segundo país na quantidade de animais de estimação. Dados de 2018 indicam 139,3 milhões desses animais no Brasil: São 54,2 milhões de cães, 39,8 milhões de aves, 23,9 milhões de gatos, 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de outras espécies (répteis, anfíbios e pequenos mamíferos). Talvez por casas e apartamentos cada vez menores, talvez pelo tempo mais escasso para dar atenção, gatos cresceram em popularidade: temos 8,1% mais casas com gatos em 2018 do que em 2013, contra 3,8% em sua população – talvez porque cachorro sempre tenha sido um companheiro popular. 

Adotar um pet: o par perfeito te espera

Mas o número que mais importa é que desses, 5% são animais em condição de vulnerabilidade (ACV), o que representa 3,9 milhões de pets. Em outras palavras, existem pets sem dono, seja morando nas ruas, seja em abrigos, esperando um lar. É possível que este pet e você tenham alguns sintomas em comum, como ansiedade, estresse e necessidade de companhia. Neste caso, um é a terapia perfeita para os problemas do outro.

Tanto cães quanto gatos se desenvolveram como espécies simbióticas: há milhares de anos, a aproximação trouxe vantagens para ambos. Eles são capazes de compreender o comportamento humano, conseguem se comunicar conosco, vocalizam e se comportam de uma forma de diz muito, mesmo sem palavras. Pedem e dão atenção, e frequentemente percebem até mesmo antes de nós quando precisamos de carinho e companhia. Por isso, ter animais em casa melhora muito sua qualidade de vida. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Adote um Gatinho (@adoteumgatinho) em 23 de Mar, 2020 às 6:00 PDT

Imagine uma casa com um filhote: eles são brincalhões e curiosos. Esse tempo livre será muito bem investido treinando seu animal para comandos básicos, socialização, bons hábitos e no puro prazer de brincar para gastar energia. Cuidados como limpeza e alimentação também tomam tempo, e são uma oportunidade fantástica de ensinar às crianças como ser responsável por um outro ser vivo. Animais adultos ou velhinhos costuma trazer menos agitação, mas uma nova rotina, com passeios e estímulos continua garantida. O amor é o mesmo. 

Passear com o cachorro 

Se você está cansado de ficar em casa, vale lembrar que mesmo nas quarentenas mais duras, como as impostas pela Espanha e pela Itália, uma volta com o cachorro no quarteirão seguiu permitida, para o bem e saúde de ambos. Aliás, você pode fazer muitas atividades físicas com ele. É importante seguir à risca dos protocolos: não se afastar muito de casa, lavar bem as mãos na volta do passeio, evitar interações e limpar bem as patinhas do animal. E vale lembrar que animais de estimação não transmitem o coronavírus.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hei hei hei não tem nada de errado aqui não! Sou um ursinho perfeito! É daí que não sou laranja? 😸 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Na verdade meu nome é Barrot. Ah mas eu sou fofo igual ao personagem. Fiquei lindo nesse pote, vai?! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Se vc quiser, posso ir alegrar sua casa e virar o personagem que vc quiser! Levo jeito pra to-dos! Aqui não tem tempo ruim! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Diz aí: qual personagem vc vai querer? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #umlarparabarroth ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ —-⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #naocompreadote #gocatland #catlandrescue #instacats #catlovers #catsofinstagram #catstagram #gatos —- Adotar é um ato de amor e responsabilidade. Adote com a Catland: contato@catland.org.br Gostou de um dos nossos gatinhos mas não pode adotar? Seja Tutor Virtual ajudando mensalmente com um valor fixo de sua escolha: tutor@catland.org.br

Uma publicação compartilhada por Catland – Adoção de Gatinhos (@catlandrescue) em 23 de Mar, 2020 às 5:49 PDT

 Aninhados do lado da mesa do home office ou no sofá, cães e gatos são uma companhia perfeita.  

Existem custos, mas para um pet feliz e saudável não é preciso de muito. Vacinas anuais (algumas como a raiva fornecidas gratuitamente pelo governo), banho de tempo em tempo e ração de boa qualidade. Quanto você vai gastar em brinquedos e caminhas depende mais de você: o que seu bicho mais precisa é da sua atenção. 

Onde achar seu pet 

Um levantamento do Instituto Pet Brasil levantou que existem cerca de 172 mil animais em ONGs de proteção animal, esperando por uma casa. Destes, 165.200 (96%) são cães e 6.883 (4%) são gatos. São 370 instituições que dão lar temporário e facilitam a adoção, espalhadas pelo Brasil. A lista de motivos para comprar em vez de adotar é enorme, mas podemos focar no fato de que estes animais merecem a mesma chance que qualquer outro. E certamente existe algum com as características como porte e idade perfeitas para sua família. Aliás, todas as fotos dessa matéria são de bichos procurando um lar. Visite os perfis para conhecê-los melhor e ver outros animais que precisam de um lar.

Mas e quando o isolamento acabar e o tempo em casa acabar reduzido? Até lá, as mudanças que um cão ou gato podem causar na sua vida são tão positivas que você mesmo não vai querer abrir mão desta parte da sua nova rotina. Além disso, levar seu cachorro para correr na trilha com você, ou nas suas viagens outdoor respeitando a etiqueta necessária pode ser bem mais divertido que ir sem eles. Bichos domésticos precisam de gente, tanto quanto gente precisa de bichos. Com poucos ajustes, quase sempre dá para fazer isso acontecer.