Primeiros socorros na trilha: como cuidar de feridas do jeito certo

Por Outside USA

Primeiros socorros na trilha: como cuidar de feridas do jeito certo - Go Outside
Foto: Shutterstock

Quando os recursos são limitados na trilha, as opções de primeiros socorros são um pouco mais rústicas. Você pode acabar se cortando ou esfolando o joelho e vai se perguntar se  limpar a ferida com sua bebida esportiva é uma boa opção. Veja como cuidar de um machucado da forma correta em meio à natureza:

+ Como montar o seu kit de primeiros socorros
+ Como reanimar uma pessoa que se afogou

Primeiros socorros na trilha: como cuidar de feridas

A irrigação abundante, especialmente em feridas contaminadas com sujeira, grama ou outros detritos, acelera o processo de cicatrização e previne infecções. No passado, ouvimos falar sobre o uso de soluções como iodo, peróxido de hidrogênio ou álcool para irrigar feridas. Mas a maioria dessas opções tem poucos benefícios comprovados. Especificamente, o peróxido de hidrogênio pode ferir os tecidos profundos e deve ser evitado.

Como de costume, faça tudo da maneira mais simples. Qualquer água potável pode servir para irrigar uma ferida aberta – estudos mostraram que a irrigação com água da torneira funciona tão bem quanto soluções estéreis na prevenção de infecções. No deserto, a água desinfetada por fervura, tratamento com cloro ou iodo, filtração ou filtros UV pode ser usada para limpar uma ferida com segurança. Derramá-la diretamente do rio ou do oceano arrisca a introdução de bactérias perigosas.

+ 4 mitos sobre raios e como se proteger ao ar livre

Grandes volumes de água funcionam melhor, combinados com a remoção cuidadosa de pedaços visíveis de detritos. Planeje usar até um litro de água para irrigar a maioria das feridas. A pressão também importa na hora de jogar a água: algo como um saco plástico com um pequeno orifício cortado no canto inferior pode fornecer uma pressão razoável se for preenchido e depois espremido. Furos na tampa de uma garrafa de plástico que pode ser apertada também fornecem força adequada. Pulsos intermitentes ajudam a remover detritos teimosos de forma mais eficaz do que um único jato de fluido.

Uma vez que uma ferida foi completamente limpa, um curativo seco e uma pomada antibiótica ajudam a manter a região protegida. Lesões complicadas, como queimaduras de fogueiras ou fogões, exigem observação atenta de sinais de infecção e atenção médica relativamente rápida.

+ 10 itens que não podem faltar na mochila quando você estiver no meio do mato

-Publicidade-