Mentawai deslumbrante



Combinar uma história interessante com cenas de "cair o queixo" de um surf de alta performance foi a meta do diretor catarinense Pablo Aguiar em seu novo projeto, Deslumbre, uma boat trip de dez dias no arquipélago de Mentawai, na Indonésia.

A bordo do confortável Sibon (como o boat foi chamado), estavam três grandes nomes do surf brasileiro que participam do WCT (o circuito mundial da elite do surf): Alejo Muniz, Adriano de Souza e Miguel Pupo. Além deles, também participavam da viagem
Jean da Silva e Jessé Mendes e, fechando o grupo, Yago Dora e o caçula Samuel Pupo, irmão de Miguel – dois grandes representantes da novíssima geração brasileira do surf.

Assista acima ao filme na íntegra e, a seguir, confira uma entrevista concedida via Facebook à Go Outside online, em que Pablo fala como foi produzir este filme com alguns dos tops do surf brasileiro.

GO OUTSIDE: Como surgiu a ideia de produzir este filme?
PABLO AGUIAR:
Tudo começou quando eu fiquei sabendo que um amigo, o Thiago Carriço, de Floripa, era sócio de um barco na Indonésia, o Sibon. Perguntei a ele se rolava produzir um filme por lá com essa galera e ele topou na hora.

Como foi feita a escolha dos surfistas que participaram da trip?

Eu escolhi os surfistas com quem tenho mais afinidade e também pensei na afinidade entre eles. Afinal, não tem como botar sete surfistas num barco para produzir um filme se eles não se dão bem. Precisa existir uma harmonia.

Além de ser um dos melhores picos para pegar ondas, pode se dizer que a Indonésia é o melhor cenário para filmar também?

Sim, com certeza. Por isso também que o nome do filme é Deslumbre. É um lugar exótico e não tem como alguém não ficar deslumbrado com a beleza — sem falar das boas ondas, é claro.

Alguém protagonizou uma manobra que te impressionou?
O Yago e o Jessé puxaram bastante no quesito "high perfomance". Mas não sei dizer qual foi a melhor manobra do filme, porque isso é um pouco subjetivo. No fim, a galera toda elevou bastante o nível e esse era o foco do filme: surf performance.

Durante estas viagens, dá para escapar das filmagens e surfar também?

Eu surfei duas vezes, mas as condições não eram boas e ninguém gostaria de estar no meu lugar (risos). Eu nunca levo minha prancha e deixo para surfar bastante no Brasil.

-Publicidade-