Você deve manter seus grandes objetivos para si mesmo?

“Inspiração é para amadores; o resto de nós simplesmente aparece e começa a trabalhar ” - Chuck Close

Alguns estudos de psicologia mostraram que contar seus objetivos para as pessoas diminui sua probabilidade de alcançá-las - (Arte traduzida de Brendan Leonard)

Por Brendan Leonard*

Há alguns anos, eu estava conversando com meu pai no telefone e perguntei sobre seus planos para o próximo fim de semana. Ele disse que no sábado que ia jogar golfe, mas teria que esperar para pegar minha mãe e sua amiga Ann porque elas tentariam pedalar 100 milhas (160 km).

E então ele disse: “Oh, não, eu provavelmente não deveria te dizer isso. Acho que ela queria manter isso em segredo.”

No próximo sábado à noite, minha mãe me mandou uma mensagem de seu ciclo computador: 109 milhas (175 km). Quando liguei para ela no dia seguinte, perguntei por que ela não havia me contado sobre seu plano de andar um século pela primeira vez em sua vida aos 65 anos. Ela disse: “Bem, eu não queria azarar isso… Eu não tinha certeza se conseguiríamos.”

Isso não é sobre a minha mãe e Ann omitirem a informação, mas apenas por decidirem decidindo tentar algo enorme como pedalar uma bicicleta híbrida na umidade de julho em Iowa por um dia inteiro, embora isso seja razoavelmente bonito. É sobre planejar fazer grandes coisas e não contar a ninguém até que você termine a grande coisa. (Também pode ser uma história sobre o meu pai não ser capaz de manter os segredos tão bem.)

Eu não sei se eu recebo isso da minha mãe ou se ela consegue isso de mim, mas eu também sou um planejador de metas secreto. Se estou tentando fazer algo grande, como escrever um livro ou escalar uma montanha, não digo nada até terminar. Sim, você deve afirmar positivamente para si mesmo suas intenções e definitivamente pensar “eu posso fazer isso” em vez de “talvez eu possa fazer isso”. Mas se você, por exemplo, pretende escalar o Monte Rainier pela primeira vez, muitas coisas pode acontecer lá em cima antes de chegar ao topo. O clima inesperado, por exemplo, pode tornar isso impossível, mesmo que você tenha feito 100% de tudo que puder para se preparar de antemão. Você pode ter bolhas horríveis ou um vírus estomacal no dia anterior à sua escalada. Espero que nenhuma dessas coisas aconteça com você, mas sejamos honestos: até que você tenha os dois pés no topo, você está tentando escalar a montanha.

Alguns estudos de psicologia mostraram que contar seus objetivos para as pessoas o torna menos propenso a alcançá-los (alguns assumem isso aqui, aqui e aqui), e outros argumentaram contra essa ideia (aqui), dizendo que vamos fracassar em 99% de nossos objetivos, independentemente de contarmos a alguém ou não.

Claro, falar a alguém próximo a você sobre sua grande ideia de maneira particular pode ajudá-lo a ser responsabilizado por ela, especialmente se for um bom amigo que não vai deixar você escapar facilmente. Mas isso é diferente de contar a todos os seus seguidores no Twitter ou Instagram porque você está empolgado com a sua ideia – as postagens em mídias sociais são bastante efêmeras.

Quando foi a última vez que você comentou: “Ei, @bobxyz, você não twittou uma vez no ano passado que você ia escrever um livro este ano?” Temos milhões de maneiras de nos comunicarmos hoje em dia, e falar é fácil.

Uma das minhas citações favoritas é do artista plástico americano Chuck Close, que passou horas e horas, criando em uma tela de 2,7m de altura por 2,1 de largura ele pintou seu rosto de forma extremamente realística, “Retrato Big Self”, em 1967. Chuck disse: “Inspiração é para amadores; o resto de nós simplesmente aparece e começa a trabalhar ”. Ele estava falando sobre o processo de fazer arte, mas acho que essa citação também capta quão fugaz é a inspiração – com grandes ideias, a inspiração só pode te ajudar com uma porcentagem muito pequena de o trabalho necessário para fazer alguma coisa.

Para mim, tudo se resume a uma coisa: a alegria está em realmente fazer a coisa, não dizer que você vai fazer isso.

*Texto publicado originalmente na Outside norte-americana.

COMPARTILHAR