Spot X: primeiras impressões do novo mensageiro via satélite da Spot

Com o X, a empresa atualiza seu principal dispositivo

Por Will Egensteiner*

Na quinta-feira (10), o pioneiro da comunicação via satélite Spot anunciou seu primeiro novo modelo em cinco anos. Chamado de Spot X, ele traz a empresa um pouco mais de atualização em um mercado cada vez mais competitivo.

Parecendo um Blackberry reforçado que cresceu uma antena, o Spot X é robusto. Mas ele oferece a maior parte da funcionalidade que você esperaria de um dispositivo do tamanho dele, com uma tela de 2,7 polegadas – embora seja em preto e branco – e um teclado Qwerty. Entre as principais características do X estão mensagens de texto via satélite bidirecional e e-mail (primeira vez para a Spot), uma função SOS que notifica a GEOS International Emergency Response de sua localização e permite que você envie diretamente ao serviço a capacidade de fazer check-in com contatos selecionados ao toque de um botão, e rastreamento GPS via Google Maps. Você também pode postar no Facebook e no Twitter diretamente do X.

local
(Ponto de cortesia)

Isso é tudo bastante padrão para os mensageiros via satélite atuais. O desenvolvimento mais notável é que cada Spot X possui seu próprio número de telefone registrado nos EUA. Isso significa que você pode ser acessado via texto, caso alguém precise entrar em contato com você. Esse não é o caso de algo como um Garmin InReach, que exibe um número diferente em cada sequência de textos.

O que mais gostaríamos de ver? Mapas para download. Com o X, você deve planejar sua rota antecipadamente ou trazer um mapa em papel. É claro que, com uma bússola embutida e a excelente capacidade de rastreamento do Spot, você deve ser capaz de encontrar o caminho para a rota usando os waypoints registrados pelo dispositivo. (Escolha entre 2,5, 5, 10, 30 ou 60 minutos). Amigos e familiares podem acompanhar seu progresso no Google Maps pelo site da empresa. Dito isso, com, digamos,  o InReach SE + da Garmin, você pode visualizar sua rota na tela conforme avança. As atualizações do tempo também seriam boas.

O X tem uma vantagem sobre o Garmin quando se trata de duração da bateria. Ele durará, em média, dez dias ao rastrear em intervalos de dez minutos, enquanto o SE + é bom para um pouco mais de quatro. O SE + também tem uma tela colorida e, graças à funcionalidade adicional, mais processamento contínuo. Para os contadores de gramas, o X pesa 198g. O InReach SE +: 212 gramas.

O Spot X é vendido por US$ 250 e exige um plano de serviços (de US$ 20 por mês). Esse preço para o dispositivo é centenas de dólares menor do que muitos modelos por aí. Você não consegue o conjunto de recursos; Se você é alguém que usa um mensageiro por satélite mais do que ocasionalmente, pode valer a pena ter tudo em um dispositivo com uma gama mais ampla de funcionalidades. Mas o X é um bom para alguém que resolve fazer uma longa viagem para o meio do mato e só quer ser acessível se as pessoas em casa precisam entrar em contato. 

Ainda não há previsão de lançamento do Spot X no Brasil.

*Texto publicado originalmente no site da Outside norte-americana.