Trocar o tempo em que se fica sentado por atividade física está associada a um risco significativamente menor de morte

Por Redação 

Muitos de nós ficam tempo demais sentados. É no escritório, no trânsito, ou até mesmo no sofá vendo televisão. Mas se trocarmos parte deste tempo em que ficamos parados por pelo menos 30 minutos de atividade física, podemos reduzir a morte de forma prematura em quase 50%.

Isto é o que diz um novo estudo da American Cancer Society, dos Estados Unidos, que descobriu a atividade física de intensidade moderada a intensa está associada a um menor risco de doença cardiovascular, certos tipos de câncer e a morte prematura.

Pode parecer óbvio que substituir algum tempo em que ficamos sentados por algo ativo seria benéfico. Mas reduzir o risco de morte pela metade por apenas 30 minutos de atividade é algo bastante notável.

O estudo

Os autores chegaram a suas conclusões após analisar o tempo de inatividade, de atividade física leve e a moderada/vigorosa de 92.541 participantes da ACS’s Cancer Prevention Study II Nutrition Cohort. Os dados foram analisados durante um período de 14 anos.

Para aqueles que já eram moderadamente ativos, a substituição de meia hora de tempo sentado por atividade física leve foi associada a uma redução de 6% na mortalidade.

Para os mais ativos – aqueles que fazem 30 minutos ou mais de atividade física moderada a vigorosa por dia – a troca de tempo de sedentarismo por mais atividade não parece fazer muita diferença em termos de redução do risco de mortalidade.

Embora os autores expliquem que o estudo tinha limitações, sugere, no entanto, o que está se tornando impossível de ignorar: manter-se ativo é bom para sua saúde.

O estudo Mortality Risk Reductions for Replacing Sedentary Time With Physical Activities por Atividades Físicas, foi publicado no American Journal of Preventive Medicine.