Grata surpresa

Pouco conhecido dos brasileiros, o estado da Virgínia, nos EUA, tem rios, parques nacionais, ótima comida e uma infinidade de opções outdoor

PEQUENA NOTÁVEL: As cachoeiras em camadas do Great Falls Park, em Fairfax County

Por Fernanda Beck, da Virgínia*

OS ESTADOS UNIDOS são o destino número 1 do turista brasileiro que vai passar férias no exterior. Em média, 2 milhões de brasileiros visitam o país a cada ano – e uma estimativa do Consulado Geral dos EUA aqui aponta que o número deve atingir os 3 milhões até 2020. Não é para menos: a terra do Tio Sam oferece uma gama quase infindável de atrações imperdíveis, com algumas das metrópoles mais eletrizantes do mundo e um acervo de belezas naturais de dar inveja. Mas felizmente, para quem ama a vida outdoor, ainda há jóias a serem descobertas por nós – o estado da Virginia é uma delas.

Localizado na Costa Leste do país, na “metade do caminho” entre Nova York e Miami, a Virgínia possui forte carga histórica, tendo sido palco de muitas batalhas da Guerra Civil norte-americana na luta contra a Confederação sulista. Um dos maiores orgulhos locais, aliás, é ser a terra natal de George Washington (1732-1799), primeiro presidente do país e considerado um de seus fundadores.

TRANQUILIDADE: Rolê de SUP pelas águas de Virginia Beach, uma das maiores dos EUA (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

O clima por lá é agradável o ano todo, com características subtropicais e temperaturas amenas (média de 30ºC no verão, e 15ºC no inverno). Como seu território é cercado de água, devido à influência da baía de Chesapeake, do oceano Atlântico e do rio Potomac, a umidade pode incomodar um pouco os forasteiros – mas nada que assuste o visitante brasileiro.

Para ir além da atmosfera histórica que permeia cada canto dessa região, a Virgínia hoje tenta se modernizar e atrair cada vez mais visitantes, investindo cada vez mais em gastronomia, atrações culturais e roteiros para o turista apreciar suas riquezas naturais.

Em uma viagem recente por lá, constatamos: a Virgínia tem beleza de sobra e uma longa lista de atrativos para quem gosta de experimentar novos destinos. A seguir, listamos algumas das razões pelas quais você deve considerar o estado em suas próximas férias:


> NÃO FALTAM OPÇÕES OUTDOOR

Quem adora o mar certamente vai se deliciar com os passeios de caiaque pela baía de Chesapeake, onde é possível (e fácil) remar ao lado de golfinhos. Já os fãs da rocha não se decepcionarão com os vários setores de escalada espalhados pelo estado, com boas opções para iniciantes ao longo do rio Potomac, localizado mais a leste do estado. Mas a verdadeira vocação outdoor da Virgínia é mesmo a caminhada em trilhas. Por lá passam quase 900 km da famosa Appalachian Trail, uma das trilhas mais renomadas dos Estados Unidos, que possui 3.500 km e cruza 14 estados. Todo ano, durante a primavera, acontece o Trail Days, maior festival de “trilheiros” do país, que atrai milhares de andarilhos para a confraternização em Damascus, cidade conhecida como “Trail Town”, mais à oeste.

FAUNA: Passeio de caiaque pela baía de Chesapeake, onde é comum avistar golfinhos (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

Vai lá:
> Na baía de Chesapeake, você pode alugar um caiaque para remar por conta própria por US$ 20 a hora, ou participar de um dos passeios guiados da Chesapean Outdoors. chesapean.com

> Nunca escalou? Não tem problema. A Vertical Rock Outdoor School tem aulas e oficinas para diversos níveis, todos na rocha. A partir de US$ 95 por um período de quatro horas de
instrução e atividade supervisionada. climb-outdoor.com

> O trecho da Appalachian Trail que passa pela Virgínia inclui segmentos de dificuldade que vão de fácil a desafiador. Experimente um pouco da atmosfera mágica da trilha no Shenandoah National Park, a oeste da capital, Richmond, cujas trilhas são bem cuidadas e de elevação suave. A Blue Ridge Hiking Company oferece passeios guiados com duração que vão de meio dia a uma semana, com preços a partir de US$ 50. bluridgehikingco.com Para ir por conta própria, o site oficial da trilha tem todas as dicas e instruções necessárias. appalachiantrail.org

> É A TERRA DE BONS VINHOS E CERVEJAS
Há um número cada vez maior de cervejarias artesanais e vinícolas na Virgínia. Apesar de ficarem um tanto à sombra da Califórnia, cujos vinhos já têm fama mundial faz tempo, as fazendas locais aproveitam o bom clima para produzir tintos e brancos saborosos, em especial com toques frutados. Um exemplo é a vinícola The Wineryat Bull Run, em Centreville, no norte do estado. Lá, além de degustações, também é possível alugar um espaço para um piquenique particular, já que a propriedade conta com mesas de madeira e um gazebo para proteger os visitantes do sol. Em meio a um ambiente acolhedor, o visitante aproveita o calorzinho da tarde para se refrescar com opções como o Delaney, especialidade branca da casa, com notas de pêssego e damasco. A cervejaria Caboose Brewing atrai visitantes com opções gastronômicas de primeira e vários tipos de cerveja. A melhor parte é o caminho: pedale ou ande até lá pelo Virginia, Washington and Old Dominion Railroad Park, o “parque mais estreito da Virgínia”, com uma agradável estradinha pavimentada cercada por árvores com 72 km de extensão.

BONS DRINKS: A Winery at Bull Run, que oferece degustações de 19 variedades de vinhos (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

Vai lá:
> A The Wineryat Bull Run, em Centreville, oferece visitas guiadas à propriedade, com degustação de oito variedades por US$ 14; wineryatbullrun.com

> Na cervejaria Caboose Brewing, prove as deliciosas opções de brunch, como a fritata de cogumelos e queijo de cabra (US$ 11) e a salada de beterrabas tostadas com nozes (US$ 10), acompanhado da prata da casa, a Caboose Brown Ale (US$ 6 o pint). caboosebrewing.com

> Alugue uma bike e aproveite o parque mais estreito da Virgínia no The Bike Lane. US$ 40 por dia; thebikelane.com

> TEM UMA DAS MAIORES PRAIAS DO PAÍS
A cidade de Virginia Beach não tem esse nome por acaso: lá se encontra a maior praia de lazer do mundo (56 km), com um extenso calçadão cheio de opções de hotéis, bares, restaurantes e atividades esportivas. O clima relativamente quente permite explorar as opções da praia o ano todo. Vale alugar bicicletas, patins e caiaques para curtir o clima local, ou partir para alto mar em um rolê de stand-uppaddle ou wakeboard. Há também diversas opções de passeios a pé para as horas longe da água.

FINAL FELIZ: Pôr do sol colorido em Virginia Beach (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

Vai lá:
> A Beach Bike Tours oferece passeios ciclísticos guiados e com diferentes enfoques, incluindo rolês gastronômicos. A partir de US$ 32 por pedais de 1h30. beachbiketours.com

> Prepare-se para um dia cheio de atividades com um tradicional café-da-manhã sulista no Doc Taylor’s (o The Left Side inclui ovos, bacon e French toast por US$ 7,50). Aproveite para degustar o bloody mary da casa, a apenas US$ 2,50 cada. doctaylors.com

> Alugue uma prancha de stand-up ou tente dar um rolê de wakeboard com a Tula Adventure Sports. Aluguéis a partir de US$ 25 o dia. Tours e aulas em grupo a partir de US$ 35 por pessoa. tulasports.com

> OS PRATOS LOCAIS SÃO INCRÍVEIS
Fazendo jus ao forte sentimento nacionalista que domina o estado, a Virgínia conta com uma infinidade de restaurantes que simbolizam a cozinha norte-americana, com muitas opções de pratos fartos cheios de sabor. O forte da gastronomia local são os peixes e os frutos do mar, em especial as ostras e os caranguejos blue crab, abundantes na região. Há diversos barcos fretados que levam os turistas para pescar nas águas férteis da baía de Chesapeake, e fazendas de ostras oferecem passeios guiados por suas instalações, finalizados com momentos descontraídos de degustação dos moluscos fresquinhos. Entre os restaurantes mais bacanas da região, está o Rudee’s, localizado em uma antiga loja de iscas e equipamento de pescas e que serve peixes, frutos do mar e drinques para quem estiver com preguiça de caçar a própria comida.

PRATO CHEIO: Caranguejos são abundantes em Virginia Beach (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

Vai lá:
> Na Pleasure House Oyster Farm, embarque em um tour pela fazenda de ostras para conhecer a produção e fazer degustações. A partir de US$ 50 o tour de três horas.

> No Rudee’s, não deixe de provar os típicos Hush Puppies, bolinhas de massa de milho fritas (US$ 6), um ótimo petisco para acompanhar um dos drinques da casa. rudees.com

 

> POSSUI LINDOS PARQUES NACIONAIS
Apesar de não terem a grandiosidade de seus irmãos mais conhecidos, os parques da Virgínia são uma ótima opção de passeio outdoor para você conhecer as maravilhas naturais da região. No Great Falls Park, em Fairfax County, o rio Potomac acumula força e velocidade enquanto cai por uma série de platôs rochosos, formando majestosos degraus de água que podem ser observados em alguns pontos estratégicos da trilha que o acompanha. O pequeno Riverbend Park, também em Fairfax, é o cenário perfeito para esportes aquáticos. Lá os visitantes costumam passar a tarde explorando o Potomac e suas ilhas em caiaques e canoas. Um dos parques mais distintos do estado, o Wolf Trap National Park for the Performing Arts é o único do país exclusivamente dedicado às artes performáticas. De maio a setembro, o lugar sedia apresentações de música e teatro em uma charmosa arena, mas cujas atrações também podem ser vistas do gramado em frente, de onde os espectadores desfrutam de piqueniques. Caminhando por uma pequena trilha, você chega ao Children’s Theatre in the Woods, onde acontecem espetáculos teatrais infantis em um palco no meio da floresta.

TREMENDO VISUAL: Esaladores no Parque Nacional Shenandoah (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

Vai lá:
> Descubra as águas do rio Potomac com a agência Potomac Paddle Sports (US$ 95 o passeio de quatro horas). potomacpaddlesports.com

> No Riverbend Park, alugue um caiaque ou um jon boat, barco de alumínio ideal para pesca ou passeios em família. A partir de US$ 15 por três horas. fairfaxcounty.gov

SEDIA IMPORTANTES MUSEUS NACIONAIS
Na Virgínia, aproveite para ver de perto um pouco da história dos Estados Unidos. O estado abriga diversos museus, monumentos e locais historicamente relevantes e curiosos para se visitar. O maior orgulho é, sem dúvida, a casa de George Washington, no Mount Vernon Estate. A imensa propriedade foi restaurada, assim como seus extensos e floridos jardins. Há também um museu adjacente à mansão, que exibe artefatos de época e curiosidades como a dentadura do famoso político. Próxima à área principal, há a destilaria de uísque de George Washington, que duas vezes por ano ainda produz a bebida artesanalmente, do mesmo modo que na época colonial. Para quem viaja com crianças, é interessante visitar Colonial Williamsburg, uma cidade-museu onde atores vestidos a caráter reproduzem cenas típicas da região no século 18.

HOMEM DE POSSES: O Mount Vernon Estate, casa do primeiro presidente dos EUA, George Washington (Foto: Divulgação Virginia Tourism Corporation)

> Descubra mais sobre a origem dos EUA no Virginia Historical Society Museum, em Richmond, a capital do estado, que explica a história da região e seu papel na luta do país por sua independência. O acervo tem visita gratuita. vahistorical.org.

> Em Colonial Williamsburg, ao sul da capital, o ingresso dá direito a uma visita à Cidade Revolucionária, interação com os atores, performances teatrais e dois museus. A partir de US$ 26. colonialwilliamsburg.com

> Duas vezes por ano, a Mount Vernon Distillery produz seu uísque artesanal, que, como o original, não passa por processo de envelhecimento, por isso é transparente. As garrafas ficam à venda até acabar o estoque. A partir de US$ 98, a garrafa de 375 ml. mountvernon.org/whiskey

* A jornalista Fernanda Beck viajou a convite do Virginia Tourism Corporation.

 

 

SHARE