6 destinos para dar aquela escapada para a natureza

Uma seleção de destinos para você fugir da cidade grande e se reenergizar nas férias

Uma seleção de destinos para você fugir da cidade grande e se reenergizar nas férias

Nossa afinada equipe de viagens elegeu os melhores picos de surf, pousadas fofas, destinos de neve e praias dos sonhos, entre outras atrações longe de cidades grandes para você conhecer o mundo em férias inesquecíveis.

Serra da Mantiqueira

Pedra do Baú

É perto das maiores cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, oferece algumas das mais belas paisagens de montanha do país, agrada ciclistas, corredores, escaladores e outros esportistas e conta com uma variedade de pousadas e bons restaurantes para aquecer a alma. O maciço da Mantiqueira possui 500 km de extensão e se localiza na divisa dos três estados. São Bento do Sapucaí, Monte Verde e Santo Antônio do Pinhal são mais famosos, mas a serra vai muito além disso. Nas cercanias de Cruzeiro (SP), por exemplo, estão cenários de mares de morros que, no inverno, brilham com a luz do entardecer em dias secos. O Pico dos Marins (2.420 metros) é outra trilha de fôlego – vá na companhia de guias, que conhecem bem a região, para evitar se perder ou passar sufoco por ali. No sul de Minas, Aiuruoca presenteia o visitante com cachoeiras e altos rolês de bike, rapel, tirolesa etc. Lá, hospede-se na tradicional Fazenda São Pedro (a partir de R$ 343) — ERIKA SALLUM

Argentina

Orca na Península Valdés

Se você já quis conhecer Alex Honnold, Conrad Anker, Rick Ridgeway ou Kris Tompkins, aqui está a sua chance. Em novembro, a Wilderness Travel oferece uma excursão única pelo coração da Patagônia, que começa com um simpósio de quatro dias no Parque Nacional Los Glaciares. Entre as palestras de Alex sobre sua carreira como escalador e de Kris sobre terras públicas na América do Sul, há tempo para passear no parque, assistir a fi lmes como A Line Across the Sky, um documentário sobre a via que Alex abriu com Tommy Caldwell na travessia do Fitz Roy, e relaxar sob picos andinos no Don Los Cerros Boutique Hotel & Spa. Quando as aulas terminarem, você terá cinco opções para explorar a região. Nossa escolha é a jornada de vida selvagem de 13 dias, com observação de orcas na Península Valdés, na Argentina, e a chance de ver onças em recuperação nas terras úmidas de Iberá, finalizando com as 275 imensas quedas das Cataratas do Iguaçu. A partir de US$ 8.595; wildernesstravel.com — STEPHANIE PEARSON

Cuba

Parque Nacional Alejandro de Humboldt

Devido ao fato de Cuba ter ficado isolada por tanto tempo, a ilha ainda possui alguns dos mais espetaculares recifes de corais intactos e ecossistemas tropicais do mundo. A melhor maneira de vêlos? Remando com a Cuba Unbound, uma operadora da ROW Adventures, que recentemente fez parcerias com empresas locais para oferecer o único passeio de caiaque disponível no lado leste do país. A viagem de oito dias começa na cidade de Holguín, e a partir daí você explorará a costa norte, deslizando sobre os vibrantes recifes de corais cérebro e gorgônias (coralleque), nadando com peixespalhaço e se hospedando no hotel Cayo Saetía em uma ilha na Bahia de Nipe, um retiro da década de 1970 para a elite comunista do país. Quando não estiver remando, você pode fazer caminhadas em montanhas pouco conhecidas no Parque Nacional Alejandro de Humboldt e passará pela Cueva de los Panaderos, rica em cristais. Seu passeio também pode misturar tours por cidades clássicas, como Baracoa e Santiago de Cuba, conhecida como o berço da música afrocubana. Na maioria das noites, você ficará em casas particulares – os bed & breakfast cubanos –, relaxando e se deliciando com refeições caseiras típicas e simples, regadas a cerveja Bucanero. A partir de US$ 3.590; cubaunbound.com — TIM NEVILLE

Rio de Janeiro

Vista Chinesa

A cidade mais bela do Brasil é também a mais polêmica. Crime, desorganização generalizada, falta de planejamento urbano e trapalhadas governamentais afugentam milhares de turistas do país e do mundo que poderiam conhecer melhor essa pérola. Resultado de uma peculiar simbiose entre natureza e aglomeração humana, o Rio tem de tudo um pouco: praia, montanha, parques, vida noturna, passeios mil. Mas, se as praias ainda são a atração mais famosa, a grande surpresa para o visitante está mesmo nas montanhas – especialmente maravilhosas para quem pedala. Picos como a Vista Chinesa, Paineiras, a subida do Cristo e joias pouco conhecidas dos forasteiros, como o Sumaré, são um bálsamo para quem curte pedalar para valer. O Bastarda Café reúne ciclistas para um bom café e bate papo. Para saber onde rolam os pedais, dê uma passadinha na bike shop Renato Estrella do Jardim Botânico e peça informações para os simpáticos funcionários de lá. Fora da bike, dá para conhecer a pé o Parque Nacional da Tijuca – E.S.

México

Praia de San José del Cabo

Quer dormir em uma casa na árvore perto das praias de San José del Cabo, nas terras de um dos melhores restaurantes e destilarias de mezcal do México? Desde sua inauguração, em 2015, o Acre vem atraindo gourmets com seus ambiciosos menus de degustação e mezcal Espadin e Cenizo. Escondida entre palmeiras de tamanho jurássico, a construção foi erguida em um bosque de mangueiras, e os hóspedes são encorajados a passar a noite em uma das 12 casas na árvore, fazer aulas de yoga e ordenhar cabras ou explorar as cidades de San Bartolo e Los Barriles. Ainda que rústicas, as acomodações têm camas kingsize e terraços espaçosos para observar as estrelas. Você vai adormecer ao som da brisa e acordar para tomar o café da manhã cortesia de beignets de banana e chilaquiles. A partir de US$ 275; acrebaja.com — J.M.

Ubatuba

O litoral entre São Paulo e o Rio de Janeiro está entre os mais belos do mundo, sem exageros. A mata atlântica preservada nas encostas de morros faz um contraste perfeito com as águas azuis-esverdeadas do Oceano Atlântico. Mais afastada das agitações de São Sebastião, o município de Ubatuba, já próximo ao Estado do Rio de Janeiro, é uma joia com praias incrivelmente tranquilas, dependendo da época do ano. No inverno, curta o calorzinho do sol na I , que se localiza 700 metros distante da costa, de frente para a praia de mesmo nome. Não é possível pernoitar na ilha, mas barquinhos de pescadores locais fazem a travessia a preços camaradas. Na costa, hospede-se na pousada boutique Villa 353 (reservas pelo booking.com, a partir de R$ 375 na baixa temporada). — E.S.