Cinco dicas para encarar as dificuldades da vida nômade

Um casal norte-americano ensina algumas lições preciosas aprendidas na estrada

CASA NA FLORESTA: A vida na van ensinou muitas lições a Aaron e Jen (Fotos: Reprodução JJAG Media)

Há cerca de oito meses, os norte-americanos Aaron Gulley e sua namorada, Jen, compraram um trailer, batizaram-no de Artemis e caíram na vida nômade.  Hoje em dia, acham a vida viajante fácil, mas não foi sempre assim. No começo, o casal aprendeu lições difíceis em um curto espaço de tempo. Eis as dicas que eles queriam ter ouvido quando começaram sua jornada:

  1. Rebocar um trailer é uma habilidade. Pratique constantemente. Após comprarem seu trailer, Aaron e Jen perceberam que não tinham nenhum conhecimento sobre como rebocar algo daquele tamanho com seu carro. Apesar de não ser uma tarefa tão difícil, alguns ajustes foram necessários. Para se ajustar ao tamanho e peso extras, é preciso fazer tudo mais devagar, e com curvas mais abertas. Dar ré é outro momento complicado. Aaron e Jen decidiram passar algum tempo treinando manobras e sua capacidade de estacionar dentro dos limites da vaga em um estacionamento vazio, e recomendam que você faça o mesmo.
  2. Bicicletas são indispensáveis, mesmo que você não pedale muito. O casal prefere encontrar lugares escondidos no meio do mato para acampar, mas estes lugares muitas vezes exigem que você passe por estradas de terra, com buracos e obstáculos e sem espaço para manobrar um trailer enorme. Ao invés de sofrer dirigindo com o seu trailer pela estrada, Aaron pega a bike e vai pedalando estrada abaixo para conhecer as condições, para só então decidir qual o melhor caminho para o trailer. Assim, evita situações em que o trailer poderia ficar atolado ou quebrar, e o custo do resgate ou conserto.
  3. Para passar mais tempo na estrada, é preciso conservar. Aaron e Jen preferem pernoitar em espaços selvagens sempre que podem, o que significa que água e eletricidade ficam escassos (mesmo usando carregadores solares). Os dois desenvolveram técnicas de conservação para seus recursos: durante a noite, eles desligam a geladeira, confiando em blocos de gelo plástico para manter a temperatura lá dentro. De manhã, religam a geladeira e põem os blocos de volta no freezer para prepará-los para a próxima noite. Um jeito fácil de economizar um pouco de bateria – e que ainda elimina o ruído da geladeira na hora de dormir. Para economizar água, o casal tenta usar o mato como banheiro sempre que pode (sempre enterrando suas fezes longe de trilhas e fontes de água). Na hora do banho, enquanto a água não esquenta, o que escorre chuveiro abaixo é coletado em uma bacia, para ser usado para lavar louça ou limpeza em geral.
  1. Adquira boas ferramentas, e saiba usá-las. Mesmo trailers bem-feitos sofrem com a constante vibração da vida na estrada, o que inevitavelmente causa alguns danos às partes. Quando se está na estrada, não é possível chamar um encanador ou eletricista para vir consertar algum problema, de modo que o “faça-você-mesmo” é o melhor sistema para lidar com pequenos percalços. O conselho de Aaron: se você ainda não tem um bom kit de ferramentas, vá até a loja e adquira algumas peças-chave. Também é bom levar vários parafusos, pregos e roscas, de vários tamanhos, sobressalentes. “Você vai precisar de tudo isso, e provavelmente mais”, diz Aaron.
  2. Não tenha medo de áreas de camping . Quando começaram sua vida nômade, Aaron e Jen tinham o objetivo de ficar sempre em espaços selvagens, sem recorrer a áreas de camping comerciais. “Mas a cada semana ou duas, é um alívio parar em um camping para reabastecer o trailer e poder usar água e luz à vontade”, diz Aaron. Além disso, uma ou duas noites no meio de outros viajantes pode ser uma boa ocasião social, e potencializa a sensação de alívio quando você volta para o isolamento no meio do mato.
COMPARTILHAR