Casal caracol

O brasileiro Atila e a polonesa Magda exploram a América do Sul em duas rodas, documentando sua cicloviagem em vídeos caprichados

Atila, Magda e suas bicicletas, com as quais estão viajando pela América do Sul (Fotos: Divulgação Slowly but Surely)

No começo de abril deste ano, o casal Atila Valadares, 29, e Magdalena Kuska, 29, iniciou o que está sendo uma longa cicloviagem pela América do Sul. Após uma temporada no Brasil, o brasileiro e a polonesa, que vivem juntos na Polônia, voaram para Santa Marta, na Colômbia, de onde começou sua empreitada, batizada de Slowly but Surely (“devagar, mas certamente”, em tradução livre).

Atila admira o pôr-do-sol “em algum lugar da cordilheira equatoriana”

O casal tem a Patagônia como destino final, e pretende documentar todo o percurso em episódios de vídeos que eles mesmos gravam (ambos trabalham com audiovisual). O primeiro episódio da série, narrada em inglês, mostra o começo da viagem na Colômbia, marcada por algumas dificuldades, em especial a dor nas costas de Magda, que os obriga a diminuir o ritmo.

A chegada ao vulcão Cotopaxi, no Equador, é o ponto alto do primeiro vídeo, feito com cuidado e recheado de belas tomadas – algumas fotos do lugar também podem ser encontradas no Instagram do casal. “Nosso plano inicial é pedalar pelo menos até o final de março de 2018, mas existe a possibilidade de esticarmos as datas”, disse Atila. De olho na próxima viagem, os dois já estão pensando no próximo projeto, no qual pretendem pedalar de Lisboa a Varsóvia.

Assista ao começo da “história lenta” de Atila e Magda:

COMPARTILHAR