Yosemite mortal

A trekkeira Haley Laflamme morreu ao cair a 180 metros do Half Dome, no Yosemite. É a 14ª morte do ano no parque norte-americano

O site The Adventure Blog anunciou esta semana a morte da trekkeira Haley Laflamme, 26, no Parque Nacional do Yosemite, na Califórnia. Haley estava com três amigos no Half Dome e, devido à chuva, escorregou e caiu de uma altura de 180 metros. O resgate foi acionado, mas a morte foi instantânea. O famoso Half Dome é um paredão de granito de cerca de 650 metros e um dos points mais conhecidos da escalada em rocha no mundo.

As mortes no final do mês de julho costumam ser corriqueiras devido à alta temporada, mas a questão é que, do começo do ano de 2011 até hoje, o parque já registrou 14 acidentes fatais, incluindo o de Haley, enquanto no período de 2006 a 2010 o Yosemite contabilizou um total de 38 mortes.

Especialistas afirmam que o pesado inverno pode ter sido uma das causas de tantos acidentes. Enquanto isso, o porta-voz do Yosemite, Kari Cobb, disse à agência de notícias Associated Press que “nem todas as pessoas que visitam o parque estão familiarizadas com a natureza e não conhecem sua força". Kari também explica que o parque adverte as pessoas a evitar o Half Dome em tempo de chuva. Em 2009 um homem morreu da mesma forma.

Não se sabe ao certo se o pesado inverno é o “culpado” ou se é a falta de prudência dos montanhistas ou mero azar. A questão é que 2011 está a caminho de ser um dos piores anos da história do parque, um dos parques visitados dos Estados Unidos.


PEDRADA: Half Dome, o famoso e perigoso paredão do Yosemite